Home > Destaques > Museus oferecem visitas on-line durante período da quarentena

Museus oferecem visitas on-line durante período da quarentena

Crédito: Divulgação

Já pensou em visitar o Louvre (França), The National Art Museum of the Republic of Sakha (Rússia), Inhotim (Brasil) e Museu Metropolitan (Estados Unidos) no mesmo dia? O que parece ser impossível, hoje pode ser feito em questão de minutos e sem sair de casa por meio do Google Arts & Culture.

A plataforma, que foi criada em 2011 com o nome de Art Project, promove visitas utilizando a tecnologia do serviço Street View. O Google Arts & Culture, ao longo de quase uma década de atuação, conseguiu reunir, em um mesmo lugar, vários museus em diversos locais do mundo, seja para passeios virtuais (em vídeo) ou exposições (com fotos). Com o vasto conteúdo, dá para se perder por horas visitando virtualmente esses espaços.

Em Minas Gerais, existem três instituições que podem ser vistas por essa plataforma: Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), em Belo Horizonte; Inhotim, em Brumadinho; e o Instituto Terra, criado pelo fotógrafo Sebastião Salgado em sua cidade natal, Aimorés, no Vale do Rio Doce.

Gislane Tanaka, gerente de comunicação do CCBB, diz que a ideia de implementar essa ferramenta surgiu em 2018. “Em uma sociedade cada vez mais digitalizada, as visitas virtuais em exposições é uma tendência. E, de certa forma, com a necessidade de ficarmos em casa neste período de resguardo, o tour virtual ao CCBB BH e a outros museus é um passeio cultural que podemos realizar apenas por um computador, tablet ou celular”.

Ela reitera ainda que o interesse apareceu pela possibilidade de oferecer cultura digitalmente para que à distância não fosse empecilho para quem deseja visitar o local. “Diversos museus que já ofereciam o tour virtual nos inspiraram e, especialmente, proporcionaram segurança para darmos esse passo ao mundo virtual, devido à qualidade da plataforma e à abertura de novas possibilidades aos nossos seguidores e visitantes”.

Gislane avalia essa iniciativa do CCBB como fundamental, pois é uma tendência dos grandes espaços culturais que possuem uma programação relevante e que só chega aos grandes centros. “O nosso objetivo é fomentar e disseminar a cultura com tours virtuais sem exigir que as pessoas tenham que enfrentar limitações para visitar mostras como “Ex Africa” e “O Corpo é a Casa”, de Erwin Wurm, disponíveis no CCBB BH virtual. A iniciativa também contribui para reafirmar o Centro como um dos locais culturais mais importantes do país e divulgar sua programação”.

Outro ponto destacado pela gerente é o fato de que o público no CCBB segue crescendo ano após ano. “Uma prova disso foi a exposição “DreamWorks Animation – Uma Jornada do Esboço à Tela”, a segunda mais visitada no mundo em 2019, segundo a revista internacional The Art Newspaper, com mais de 605 mil pessoas e uma média de 9.227 visitantes diários. A plataforma de visitas virtuais também contribui para a divulgação do espaço e para o interesse no catálogo de exposições da casa. Isso acaba se refletindo em um número cada vez maior de visitantes, virtuais ou presenciais”.

Mais programação

Além da visita virtual, o local também está com o programa educativo, que oferece conteúdo exclusivo e gratuito, com mais de 100 relatos, vídeos e dispositivos para reflexão, criação e diálogo com as obras e pensamentos sobre exposições e artistas que passaram pelo CCBB BH entre 2018 e 2020. “O conteúdo é direcionado para todos os públicos, especialmente alunos, professores e comunidade escolar”. Durante esse período de quarentena, haverá, nas redes sociais do museu, conteúdos exclusivos. “Temos oferecido aos seguidores curiosidades de exposições atuais e das que já passaram pela casa, #TBTs, desafios aos seguidores, enquetes sobre os projetos que passaram pelo centro cultural, entre outros”, finaliza.


5 museus para visitar on-line:

  • Metropolitan Museum of Art: esse é um dos mais famosos museus da cidade de Nova York, nos Estados Unidos, e abriga uma importante coleção de pintura europeia dos séculos XII-XX e obras da arte antiga (grega, romana, egípcia e assírio-babilônica) e oriental. Estão também expostas nas suas salas pinturas e esculturas de artistas norte-americanos.
  • Louvre: um dos museus mais conhecidos do mundo, principalmente, por abrigar o famoso quadro de Leonardo da Vinci, Mona Lisa, o Louvre é um passeio pela história do mundo.
  • Pinacoteca: um dos mais belos museus da cidade de São Paulo, a Pinacoteca é inesquecível para quem a visita, seja pessoalmente ou on-line. O antigo prédio Liceu de Artes e Ofícios, projetado no final do século XIX, já seria o suficiente para merecer o passeio virtual. No entanto, o local vai além e apresenta um belíssimo acervo, com destaque para as coleções de artistas nacionais, especialmente dos séculos XIX e XX, entre eles: Benedito Calixto, Pedro Alexandrino, Victor Meirelles, Eliseu Visconti, José Ferraz de Almeida Junior e Anita Malfatti.
  • Museu Nacional de Antropologia, na Cidade do México: os maiores destaques do museu estão na sala dos povos mexicas (como os mexicanos se referem aos astecas). É nesta grande ala da exposição que se encontra a Pedra do Sol, mais popularmente conhecida como Calendário Asteca. Outro ponto importante são as grandiosas esculturas que representam os deuses de Teotihuacán.
  • Vaticano: um dos locais mais frequentados do mundo é o Vaticano e as filas para conhecer o local são gigantescas. Por isso, uma visita virtual pode ser interessante para quem deseja ver a história do mundo contada por meio das obras de arte de grandes nomes, como Rafael, Leonardo Da Vinci, Caravaggio e outros, sem ter que passar por perrengues. Além disso, a Capela Sistina, pintada por Michelangelo, é um espetáculo à parte.