Home > Colunas > A sedutora Copa dos Milhões

A sedutora Copa dos Milhões

Cruzeiro e Corinthians brigaram pelo sonhado título da Copa do Brasil. O duelo em Belo Horizonte terminou com vitória da Raposa por 1×0. Em São Paulo, o Cruzeiro conquistou o hexa da Copa do Brasil ao vencer a partida por 2×1, garantindo uma vaga na Copa Libertadores de 2019. A equipe cruzeirense embolsou o prêmio de mais de R$ 50 milhões.

Os valores começaram a ser distribuídos a partir da terceira fase da competição. O clube que alcançou a 3ª etapa ganhou R$ 1,4 milhão. Na quarta fase da Copa foram pagos R$ 2,4 milhões, depois R$ 3 milhões e R$ 6,5 milhões aos que chegaram na semifinal da competição.

Ao Cruzeiro e Corinthians que se classificaram para a grande final, já foi pago a quantia de mais R$ 20 milhões. De acordo com a CBF, o campeão terá direito a R$ 68,7 milhões, valor quase quatro vezes mais que o Corinthians recebeu com título do Brasileirão 2017 – R$ 18 milhões. Ao conceder um aumento generoso na premiação, a Copa do Brasil tem sido chamada de a Copa dos Milhões.

Para se ter uma ideia dos valores envolvidos na Copa do Brasil de 2018, o Cruzeiro levou apenas R$ 13,3 milhões ao se consagrar campeão de 2017 – R$ 55,4 milhões a menos que o vencedor do duelo da segunda partida da grande final vai abocanhar ao levantar a taça.

Outro dado interessante é a diferença entre a premiação do Brasileirão e a da Copa do Brasil. Somando o dinheiro distribuído ao campeão nacional até o 16.º colocado na edição de 2017, o valor total chegou a R$ 63,7 milhões – R$ 5 milhões a menos a que a CBF vai pagar ao Campeão da Copa do Brasil 2018.

Nem mesmo a Libertadores consegue superar a Copa do Brasil na premiação. O Grêmio, campeão de 2017, levou R$ 24,7 milhões – R$ 44 milhões a menos a que terá direito o vencedor da Copa do Brasil 2018.

Com valores tão significativos em jogo, Cruzeiro e Corinthians tem motivação de sobra para conquistar a Copa do Brasil. Afinal, a Copa dos Milhões vai encher os cofres do campeão e garantir um fim de ano de muitas alegrias ao torcedor, com possibilidade do clube sanear as finanças e pensar em grandes contratações para a temporada 2019.

*Desembargador do TJMG e Bacharel em Comunicação Social – Jornalismo