Home > Esportes > Prática de exercícios físicos ganha força no início do ano

Prática de exercícios físicos ganha força no início do ano

Crédito: Pixabay

A prática de atividade física está virando um hábito para os brasileiros. Segundo o estudo Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel), realizado pelo Ministério da Saúde e divulgado em 2017, em 6 anos, a prática de exercícios entre jovens de 18 a 24 anos cresceu mais de 7%, saltando de 30,3% em 2009 para 37,6% em 2016.

E esse aumento é perceptível, principalmente, nos meses de janeiro e fevereiro, seja para queimar o que foi consumido durante o final do ano, tentar cumprir aquela meta de se exercitar mais ou entrar em forma para o verão.

O educador físico Márcio Boren esclarece que, antes de começar qualquer atividade física, é necessário uma avaliação completa da saúde, com exames cardiológicos, físicos, fisioterapêuticos e nutricionais. “Eles são fundamentais para saber quais são os limites daquela pessoa, pois a procura por se exercitar parte do pressuposto de ser mais saudável e não ter uma contusão ou desenvolver uma doença”.

Mais importante do que começar uma atividade física, o educador ressalta que a continuidade é essencial para conseguir bons resultados. “Sempre aconselho a procurar exercícios que goste, pois assim fica mais fácil de manter a rotina de atividades. Além disso, temos que esquecer o mito de se exercitar apenas 2 ou 3 dias na semana. O ideal é de 5 a 6 vezes”.

Uma das pessoas que começou a se movimentar neste começo de ano é a advogada Mariana Sanches, 25. Ela fez a matrícula na academia no dia 2 de janeiro. “Eu já queria voltar a me exercitar há muito tempo, mas sempre deixava para depois. Por isso, uma das minhas metas para este ano foi voltar a fazer musculação”.

Mariana aproveitou a empolgação e fez o plano anual na academia perto da sua casa. “Não queria um compromisso tão longo assim, mas seja o que Deus quiser”, brinca.

Queimando calorias

Boren afirma que o gasto calórico depende do desempenho individual de cada pessoa. “Temos várias atividades físicas com alto gasto de calorias, mas só terá resultado aquele aluno que realmente se dedicar durante a aula”.

Porém, para quem ainda quer entrar em forma para o Carnaval, o educador diz que se deve focar em exercícios aeróbicos e listou 5 atividades físicas que mais queimam calorias:

1- Corrida: 

Seja na esteira ou na rua, em média, um corredor queima 8,5 calorias por minuto ao passo que se move em um pace (ritmo) confortável – aquele em que é possível ainda conversar enquanto corre.

2- Crossfit

O crossfit é uma das modalidades mais completas, pois trabalha força, velocidade, resistência e flexibilidade com uma série capaz de estimular todos os músculos do corpo, além de acelerar o metabolismo e favorecer o aumento da massa magra. Em média, uma aula de 30 minutos é capaz de eliminar aproximadamente 800 calorias, isso se tratando de alunos mais avançados.

3- Treinamento funcional:

O treinamento funcional é uma alternativa para quem não gosta de fazer musculação ou exercícios tradicionais, como correr na esteira. A prática é divertida, sem monotonia e possibilita perder 800 calorias por aula.

4- Natação:

A natação é um dos exercícios mais procurados nas academias, seja pelo seu baixo impacto, alto gasto calórico ou por ser relaxante. Em média, queima-se 600 calorias por hora, valor que pode variar dependendo da intensidade do exercício e do metabolismo do praticante. O nado borboleta, por exemplo, é o mais difícil, mas também o que mais emagrece (770 kcal/hora). Atrás dele estão crawl, costas e peito, empatados (560 a 630 kcal/hora).

5- Remo: 

Após ter conquistado os praticantes do crossfit, o remo indoor também está ganhando adeptos nas academias. Essa atividade ajuda a queimar, em média, 1.000 calorias por hora.