Home > Acir Antão > Acir Antão

Acir Antão

BOLSONARO AGRADA AOS POLÍTICOS. O presidente chegou de Israel e marcou encontros com líderes partidários. Era exatamente o que o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), queria. Bolsonaro conversa, mas está no firme propósito de não fazer concessões: não vai trocar votos por cargo. Está difícil acreditar que as coisas estão mudando no Congresso.

 ZEMA. O nosso governador tem se esforçado para conhecer Belo Horizonte e outro dia esteve no Mercado Central. Ele está como um estranho no ninho. Fica a maior parte do tempo sozinho e começa a sentir muito cedo a solidão do poder. Tem sentido falta das reuniões na sua empresa. Mesmo de longe, ele vem se inteirando dos assuntos relacionados às Lojas Zema.

Da cocheira

Quem passa pela Avenida José Cândido da Silveira têm identificado árvores com cupim ao longo da pista. Os moradores do Cidade Nova têm apelado a Fundação de Parques e Jardins para resolver o problema.

Zema queria que a Rádio Inconfidência sobrevivesse com R$ 70 mil por ano. Seria o fim. Como qualquer emissora de rádio, ele quer que ela tenha faturamento de publicidade. Vai ser difícil.

Kalil teve a primeira derrota na Câmara. Não passou o projeto que previa venda de alguns patrimônios da prefeitura. Ele vai ter que conversar com sua base.

O Campeonato Mineiro está chegando ao fim da forma que todos esperavam: uma final entre Atlético e Cruzeiro.

Falando ainda de futebol, o América, que tem no máximo 2 mil torcedores por partida, deixou de faturar no jogo contra o Cruzeiro ao limitar que apenas 2 mil cruzeirenses estivessem presentes. Não conseguiu colocar outros 28 mil torcedores para lotar o Independência.