Home > Educação e cultura > Você ensina seu filho a ser responsável?

Você ensina seu filho a ser responsável?

Na infância, quem nunca ouviu a frase: “sua única responsabilidade é estudar”. Mas, será que esse deve ser o único encargo dos pequenos?

Segundo a psicóloga Luisa Conrado, os pais podem e devem dar outras obrigações aos filhos. “Estudar é a principal, mas, pela falta de maturidade biológica e emocional das crianças, os pais precisam acompanhá-las para ver se estão dando conta. Além disso, inserir outras tarefas cria um senso de responsabilidade”.

Luisa informa que a medida que a criança for crescendo, ela passa a compreender a necessidade de tais tarefas. “O cérebro vai maturando e ela entende o porquê de alguns comandos e o motivo de ter que executá-los”.

A psicóloga acrescenta que pequenas atividades do cotidiano auxiliam a entender o que é ser responsável. “Organizar os brinquedos depois de brincar, por o prato na pia, lavar um copo, arrumar a cama e juntar sua roupa suja são afazeres que, além de colaborar com a organização da casa, facilita o convívio”.

Foi o que fez a auxiliar administrativo Francielle Marques. Desde que sua filha Valentina tinha 3 anos, ela incentiva a menina a ser organizada. “Quando brincávamos juntas, eu sempre chamava ela para juntar os brinquedos depois. Ela vinha de bom grado, nunca reclamava. Com o tempo, ela foi crescendo e, hoje, com 7 anos, já faz algumas coisas sem que eu peça”.

Francielle conta que Valentina do jeitinho dela, faz muita coisa. “Lava algumas vasilhas menores, arruma a cama e até varre o quarto. Claro que supervisiono e ensino, mas, de um modo geral, sempre elogio e agradeço a ajuda”.

A psicóloga elucida que os pais devem ter cuidado ao cobrar as responsabilidades dos filhos, principalmente quando, por exemplo, eles tiram notas baixas na escola. “Se eles despejam isso na criança de uma maneira errada, ela pode se sentir incompetente e isso acaba por ser prejudicial. O ideal é fazer com que ela entenda o motivo de ter tirado a nota baixa ou de não ter completado uma tarefa que lhe foi dada de maneira correta”.

A criança vê, a criança faz
Madre Teresa de Calcutá dizia que “a palavra convence, mas o exemplo arrasta. Não se preocupe porque seus filhos não te escutam, mas te observam todo o dia”. No que se refere ao senso responsável das crianças, os pais precisam entender que são modelos. “Mesmo depois de adultos, temos introjetado o exemplo e ensinamento dos nossos pais”, explica Luisa.

De acordo com a psicóloga, é importante que os pais deem exemplo de responsabilidade e disciplina para os filhos. “Elas imitam falas e comportamentos que veem em seu cotidiano. Logo, se você quer ensinar responsabilidade para seu filho, seja um adulto responsável, se quer que ele seja educado, comece sendo você”.

A ONG Australiana NAPCAN, produziu um vídeo que viralizou na internet. Chamado “Children see, Children do” (A criança vê, a criança faz). O vídeo mostra os filhos literalmente seguindo os pais e fazendo tudo o que eles fazem: bebendo, fumando, brigando, sem paciência e etc. Mensagem simples, mas que mostra com muita precisão a importância do exemplo dos pais no crescimento dos filhos. Assista:

 

Nat Macedo
Belo-horizontina, 22 anos. Graduanda em jornalismo pelo Centro Universitário Estácio de Sá, fez cursos de Consultoria de Imagem e Design de Moda. Há 3 anos criou um blog voltado para o público feminino. Interessada em assuntos relacionados à minoria, gosta de dar visibilidade as pequenas causas voltadas a inclusão e empoderamento destes nichos.