Home > Luiz Carlos Gomes > Campeonato Mineiro segue quente

Campeonato Mineiro segue quente

O rala e rola do Campeonato Mineiro segue em ritmo frenético. Em apenas 17 dias metade da fase de classificação já aconteceu. O sonho de conquistar o título agita a cabeça dos 12 participantes. Este ano o formato foi modificado, abrindo oportunidade para que mais times alcancem a fase seguinte denominada quartas de final. Parece estranho, mas não é. De 12 classificam 8. Uma maneira que encontraram para que mais times do interior participem da festa por mais tempo. Pela lógica América, Atlético e Cruzeiro devem garantir vaga, sobrando outras cinco para os times do interior. Dificilmente algo diferente vai acontecer. Os três da capital tem mais dinheiro, estrutura e jogadores. A turma do interior luta com muitas dificuldades. A grana é curta, a estrutura é pequena e a formação de elencos não é fácil, tanto em quantidade como em qualidade. Alguns até conseguem montar bons times, a conta do chá, mas quando acontece alguma contusão ou punição, a vaca atola no brejo.

É verdade que os times da capital utilizam o regional como laboratório. Nem poderia ser diferente. Testam seus muitos jogadores, experimentam esquemas, mas no fundo sabem, por tudo que representam para seus torcedores e patrocinadores, que a obrigação é conquistar o título. Quando não conseguem desdenham da competição, inventam desculpas e passam o resto do ano com dor de cotovelo.

Pelos jogos que observei até agora, dá para sentir que seis times tem potencial para ir até a fase seguinte.  América, Atlético, Cruzeiro, Uberlândia, Urt e Tombense, os outros dois ainda não sei. A partir daí a coisa embola. Sobram quatro para as semifinais com jogos de ida e volta. Sobrando dois para a grande final em dois jogos.

Ainda está muito cedo para um palpite mais certeiro. O que dá para observar é que Cruzeiro e América estão mais encorpados, mais definidos. O Atlético passa por uma metamorfose, tentar achar o time ideal, mas tem muita tradição em ganhar o mineiro.

Do interior, por tudo que já expliquei, acho muito difícil algum time chegar ao título. Seria muito bom se acontecesse, mas todos lutam mesmo é para a consagração como campeão do interior. É uma pena que seja assim, mas é a dura realidade do futebol mineiro. Aliás, do futebol em qualquer parte do mundo. A desigualmente econômica financeira entre os grandes e pequenos é enorme. De vez enquanto acontece uma surpresa. Mas é coisa rara.

Mas, voltando ao campeonato mineiro, que muita gente não gosta ou faz pouco caso, é preciso entender sua importância. Além da tradição, ele gera trabalho e renda para muita gente. Movimente milhões em direitos e patrocínios e tem um charme muito legal nos jogos pelo interior. Abre espaço para muitos times nas competições nacionais. É muito bem organizado e realizado pela federação.

A imprensa esportiva mineira também tira grandes lições na cobertura do mineiro. São muitas as viagens pelos caminhos de Minas, numa bela interação e integração, amadurece trabalhando em estádios sem boa estrutura, revela muitos talentos, tanto para as emissoras de rádio, como para as novas mídias que surgem cada vez mais fortes. O fato é que o campeonato mineiro é uma grande escola para dirigentes, treinadores, jogadores e demais profissionais envolvidos de forma direta ou indireta na sua realização.

Poderia ser melhor. Até que poderia. Talvez bem regionalizado. Contando com a participação de mais times de todas as partes do estado. Jogos o ano inteiro sem a presença dos times das series A e B, que só entrariam na reta final. Outros formatos também poderiam ser estudados. Boas ideias não faltam.

O grande problema é ajustar o calendário e o mais importante, conseguir dinheiro para bancar. Mas quem sabe, nada na vida é definitivo. O campeonato atual vale quase 40 milhões de reais só em direitos de transmissão pela televisão.

Por enquanto vamos valorizar o nosso campeonato regional com está. Enxuto, organizado e altamente viável financeiramente para todos. Ele está ai para o que der e vier e segue quente dentro e fora de campo.

Vamos aproveitar o mormaço para sonhar com o bonito troféu que irá para a casa do campeão. Torcendo para que seja a casa do seu time. Boa sorte!