Home > Colunas > Transformações mundiais e as oportunidades

Transformações mundiais e as oportunidades

Enquanto o país continua sem definição política, o empresariado brasileiro tem, mais uma vez, demonstrado sua competência em se manter à margem de tantos fatores negativos, atento ao futuro, distante desse cenário desalentador.

Prova disso é o crescimento da produção industrial brasileira que registrou, em maio, crescimento de 0,8% pelo segundo mês consecutivo, em relação ao mês anterior, somando 1,9% nos dois últimos meses. Crescimento esse puxado pelos setores automotivo e de alimentos.  Os números superaram a expectativa do mercado que era de 0,6%, como o melhor resultado para o mês de maio desde 2011, quando a produção cresceu 2,7%.

Constatamos que, apesar de tudo que temos vivenciado, seja no cenário político contaminado pela corrupção, na retrógrada legislação trabalhista, ou na inadministrável carga de impostos, pelo menos os indícios de queda de juros e inflação sob controle nos garantem certo fôlego.

Realmente têm razão os economistas estrangeiros que não conseguem entender como as empresas brasileiras conseguem se manter em meio a esse cenário adverso, como mostram esses números da indústria. Otimista, credito parte desse resultado ao espírito aberto de nossos empreendedores às mudanças.

Uma pesquisa da Manpower Group, realizada em 18 mil empresas de 43 países, que acaba de ser divulgada, aponta que um terço das aptidões profissionais, hoje consideradas importantes, serão inúteis em três anos. Parece assustador, mas considero altamente estimulante e bem de acordo com o momento que vivemos.

Apenas 3 anos parece pouco tempo, mas é essa a velocidade da evolução tecnológica e seus impactos na economia, nos hábitos e comportamentos da sociedade. Por isso, para permanecer nesse mercado é essencial que os profissionais e empreendedores de todos os setores estejam atentos à constante necessidade de se atualizar, de investir na capacitação e na aquisição de novas habilidades, principalmente dos profissionais da empresa.

Assim, a lição do momento é que o aprendizado, a atualização de conhecimentos, a aquisição de novas habilidades precisa ser constante para todos, do empreendedor ao profissional que atua em nossas empresas.

*Presidente do Centro Industrial e Empresarial de Minas Gerais

(Ciemg)