Home > Cidades > BH recebe a 6ª edição da Festa da Francofonia

BH recebe a 6ª edição da Festa da Francofonia

Crédito: Divulgação

Entre os dias 7 e 23 de março, BH será invadida por uma comitiva cultural de países francófonos, que inclui França, Bélgica, Canadá e Suíça. A Aliança Francesa de Belo Horizonte realiza, na capital, a 6ª edição da Festa da Francofonia, cuja programação envolve diversas atividades, como exposições, conferências, sessões de cinema, apresentações musicais e de danças, oficinas, concursos e até um jogo de pétanque (atividade que consiste em arremessar bolas de aço na tentativa de aproximá-las o máximo possível de uma bolinha de madeira).

O gerente cultural da Aliança Francesa, Lucas Moraes, diz que o evento será especial, pois a Organização Internacional de Francofonia completa 50 anos. “A festa pretende celebrar a diversidade das culturas francófonas e a riqueza da língua francesa, que é o terceiro idioma do comércio e a segunda língua mais estudada no mundo. Além disso, segundo várias projeções, o francês poderá ser a primeira língua falada em 2050 e isso acontecerá, principalmente, pelo impacto demográfico da África e pela sua vitalidade própria”.

A abertura oficial da festa acontece na noite do dia 20 de março, o Dia Internacional da Francofonia, na Sala Minas Gerais. Para comemorar essa data, haverá um concerto da Filarmônica de Minas Gerais, na qual a orquestra vai apresentar obras dos compositores Saint-Saëns e de Fauré. Porém, a cerimônia será apenas para convidados e terá a presença do cônsul-geral da França no Rio de Janeiro e Consulados Honorários dos países organizadores da Festa da Francofonia.

Um dos destaques dessa edição será a Companhia Scalène. O grupo irá realizar apresentações entre 17 e 20 de março e finaliza a sua participação no dia 21, às 20h, no Teatro Francisco Nunes, com a apresentação do espetáculo un pied devant l’autre (Um pé depois do outro).

Para essa exibição, a coreógrafa da companhia, Youtci Erdos, aborda o tema “caminhada”, com a ideia de ultrapassar as hesitações do mundo, o imperativo vital de “se mexer”, a possibilidade de cair e se levantar só e com os outros, como uma aventura de dança. A apresentação conta com participação de 7 bailarinos e de 15 figurantes locais. “Será um show inovador e contará com a mistura das culturas francófona e brasileira”.

Outra atração do festival que merece ênfase é o pianista francês Simon Ghraichy. Considerado um dos músicos mais promissores do país, ele é convidado da Orquestra de Câmara Sesiminas. O concerto será no dia 18 de março, às 20h. A apresentação, que ocorre no Teatro Sesiminas, também integra a série “Sempre às Quartas”. “Durante todo esse ano, vamos receber mais três pianistas jovens e que estão se destacando na França para apresentações em Belo Horizonte”, completa Moraes.

Parceria com a FLI-BH 

Aproveitando as comemorações do Ano dos Quadrinhos na França, no dia 24 de março, às 15h, na Biblioteca Pública Estadual de Minas Gerais, acontecerá o Atelier de Bande Dessinée, com o quadrinista francês Jean-Denis Pendanx. Ele é responsável por inúmeras histórias e ilustrações francesas, como Diavolo le solennel, Labyrinthes, Les Corruptibles, Abdallahi, entre outros.

A Biblioteca também recebe uma exposição que apresenta uma retrospectiva da obra de Pendanx, entre os dias 9 e 24 de março.  “Além dessa programação durante o evento, vamos estender para o Festival Literário Internacional de Belo Horizonte (FLI-BH) que conta com uma mostra de vários quadrinhos de autores franceses. Será a oportunidade da população conhecer autores que, na maioria das vezes, não chegam para o grande público”, finaliza Moraes.