Home > Vigílias > Vigílias

Vigílias

Sucessão em BH
Na porta do tradicional Café Nice, no Centro de BH, uma fala chamou a atenção. Frequentadores do local falavam sobre uma sondagem pública para medir a popularidade dos pré-candidatos ao posto de prefeito da capital mineira. “A pesquisa indica crescimento do deputado Mauro Tramonte (Republicano), enquanto o senador Carlos Viana (Podemos) apenas patina no meio da tabela”.

Zema e os prefeitos
A partir de agora, a presença do governador Romeu Zema (Novo) deve ser avaliada com muito critério. Em ano eleitoral, sempre que o chefe do Executivo mineiro comparece aos municípios, os prefeitos pedem mais obras e outras ações oficiais. E, como o cofre do governo estadual está combalido, carece de haver parcimônia na hora de prometer resultado prático. É o que se comenta nos corredores da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG).

Eleição em Betim
Os petistas tratam do tema sucessão municipal com reticências em Betim. Eles consideram muito difícil evitar uma possível vitória do jornalista Heron Guimarães, que é ligado ao atual prefeito Vittorio Medioli. Embora Guimarães não tenha a popularidade suficiente para vencer o pleito no primeiro turno.

Elevadores X Aécio Neves
Se a imprensa investigativa pesquisar, vai descobrir que os problemas dos elevadores paralisados na Cidade Administrativa remontam à época da construção da sede do governo mineiro, ou seja, na gestão do então governador Aécio Neves (PSDB) e suas empreiteiras complicadas.

Política estadual
Nos corredores do Legislativo, vez ou outra o mineiro Rubens Menin é mencionado para disputar o governo do Estado. Agora, dizem que o empresário não carece ser político, pois já é avaliado como um dos nomes mais influentes de Minas.

Sucessão de 2026
Em Brasília, observadores consideram remota a candidatura de Rubens Menin e propalam que o ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira (PSD), tem forte apoio do setor produtivo mineiro para se tornar candidato ao governo do Estado em 2026.

Mateus e Zema
Jornalistas da crônica política da capital federal comentam a respeito de um projeto do governador Romeu Zema (Novo), no sentido de deixar o seu mandato nove meses antes do final para ser candidato à Presidência da República. O vice Mateus Simões (Novo) seria candidato a governador e disputaria a reeleição. Essa informação não é nova, mas voltou à pauta recentemente.

Novidade na sucessão?
Durante a solenidade realizada no Minascentro, para as comemorações do Dia da Indústria, quando foi anunciado o nome do procurador-geral de Justiça do Estado, Jarbas Soares, houve muitos aplausos, inclusive com alguns afagos: “meu futuro governador”.

Secretário sem ação
Sumido dos noticiários, o ex-deputado federal e atual secretário- -chefe da Casa Civil do Governo de Minas, Marcelo Aro, está todo melancólico diante da falta de ações da sua pasta. Dizem que Aro pode deixar o cargo a qualquer momento.

Política em Juiz de Fora
Na Zona da Mata, foi propalado a respeito da pré-candidatura do ex-deputado Marcus Pestana (PSDB) à sucessão da prefeitura local. Na reta final de oficialização das candidaturas, o nome de Pestana sequer adquiriu força para convencer algum grupo importante a apoiá-lo.

Adeus, Macaé
Na última sessão plenária de 2023 da Assembleia Legislativa, comentários indicavam que a deputada estadual Macaé Evaristo (PT) já tinha a benção do Palácio do Planalto para se tornar candidata a vice na chapa do prefeito Fuad Noman (PSD). O tempo passou e o que se viu foi uma decisão do partido em manter o nome do deputado federal Rogério Correia (PT) como candidato.

Política em Ibirité
Permanece a incógnita quanto ao futuro do ex-presidente do Legislativo mineiro, Dinis Pinheiro. Segundo as últimas informações de bastidores, o político teria sinalizado a candidatura à Prefeitura de Ibirité.

Confronto do ministro
Os recentes confrontos com outras autoridades, protagonizados pelo ministro da Fazenda, Fernando Haddad, não tem agradado a coordenação política do Palácio do Planalto. Depois da saída de Flávio Dino do Ministério da Justiça, não havia ninguém com esse perfil de agir na base do “bateu, levou”.

Gastando muito
“O poder público está gastando mais do que arrecada, por conta de uma série de problemas, inclusive relacionados à necessidade de investir no atendimento ao meio ambiente. O importante é haver uma convivência harmônica entre Executivo e Legislativo”, analisa o economista Antônio Corrêa de Lacerda.

Nova Lava Jato?
“Eu sempre disse que dinheiro fácil demais termina por gerar problemas sérios. Atualmente, vejo que está havendo um problema de desvio dos valores relacionados ao financiamento público para as campanhas políticas. Isso pode ser o prenúncio de uma nova Lava Jato, lamentavelmente”. Palavras do cientista político Sérgio Fausto. A ver.

Deputado sem prestígio
O deputado federal Reginaldo Lopes (PT) está aborrecido, pois não tem apoio sequer para resolver demandas menores. Ele confessa aos amigos uma certa frustração diante da falta de prestígio junto aos ministérios e ao próprio Palácio do Planalto.

Retorno de Zé Dirceu
Para os matemáticos da política brasileira, quando ficar livre de seus inúmeros processos na Justiça, o ex-ministro José Dirceu não irá se contentar em disputar a eleição para deputado federal. O próximo passo do ex-poderoso petista seria buscar uma cadeira no Senado. A conferir.