Home > Leíse Costa

“Baby talk”: falar de forma infantil pode afetar vocabulário da criança?

Falar imitando crianças, de forma errada ou melosa com os pequenos é comum. Tanto que o hábito é conhecido mundialmente como “baby talk”. Sobre o costume, pesquisas apontam que essa “linguagem de bebê” pode ser benéfica na relação entre pais e filhos, transmitindo afeto e segurança à criança, porém, profissionais

Leia mais

Desintoxicação de dietilenoglicol é feita por hemodiálise e injeção de etanol no corpo

Enquanto a Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) investiga as causas da presença de dietilenoglicol (DEG) e monoetilenoglicol (MEG) (também chamada de etilenoglicol) nas cervejas “Belorizontina” e “Capixaba”, da marca Backer, a Secretaria Municipal de Saúde de Belo Horizonte (SMSA/BH), a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES/MG)

Leia mais

Cofres públicos perdem R$ 10 bilhões com venda de bebidas alcoólicas ilegais

Um levantamento apresentado pelo Instituto Brasileiro da Cachaça (Ibrac), em parceria com a Euromonitor International, aponta que o Brasil deixou de arrecadar R$ 10 bilhões em impostos com o mercado ilegal de bebidas alcoólicas em 2017. Uísque, vodka e cachaça estão entre os principais alvos de contrabando, falsificação, produção ilegal

Leia mais

Setor de aço fecha ano com queda de 8,2%, mas projeta crescimento de 5,3% em 2020

O ano, que começou otimista, terminou com um balde de água fria para o setor de aço brasileiro. “A economia frustrou as expectativas daqueles que tinham esperança que houvesse uma retomada mais vigorosa”, resumiu, em coletiva à imprensa, o presidente executivo do Instituto Aço Brasil (IABR), Marco Polo de Mello

Leia mais
Crédito: InstitutoVocê

Montes Claros lidera ranking de cidades que mais investiram em saúde no Sudeste

O levantamento feito pelo anuário Multi Cidades – Finanças dos Municípios do Brasil, lançado pela Frente Nacional de Prefeitos (FNP), aponta que, entre as 41 cidades selecionadas da região Sudeste, Montes Claros, no Norte de Minas Gerais, foi a que mais ampliou seus gastos com saúde em 2018. A cidade

Leia mais

Mais da metade dos belo-horizontinos compra produtos piratas e se frustra

Apesar de 93,5% dos belo-horizontinos concordarem que a pirataria prejudica o fabricante ou o artista e que o uso de produtos piratas pode causar alguma consequência negativa (92,7%), além de alimentar a sonegação de impostos (91,2%), mais da metade da população da capital (61,8%) admite adquirir mercadorias ilegais. É o

Leia mais