Home > Acir Antão > Acir Antão

Acir Antão

Na foto: Antonio Carlos Arantes, Agostinho Patrus, Tadeu Martins Leite, Carlos Henrique e Arlen Santiago

GANHOU BOLSONARO – Na semana passada comentei aqui que sentiríamos a força política do presidente da República nos pleitos parlamentares do Senado e da Câmara Federal e não deu outra. Bolsonaro saiu fortalecido com uma derrota do então presidente da Câmara Rodrigo Maia, que não conseguiu segurar o seu partido: o DEM. A oposição a Bolsonaro denunciou que ele comprou a eleição dos dois, autorizando pagamento de emendas parlamentares que constam do orçamento aprovado ano passado e que todo deputado ou senador tem direito. Nada houve de ilegal, e este é o momento em que os parlamentares negociam seu voto pelo pagamento das emendas que nada mais são do que obras em vários pontos do Brasil. A derrota de Maia foi tão acachapante que ele deverá deixar a legenda e se abrigar no PSDB do governador de São Paulo, João Doria.

PIRRAÇA – Alguns donos de bares e restaurantes de BH acham que o prefeito Alexandre Kalil (PSD) faz pirraça contra o presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) que sempre vai à Justiça contra os decretos dele que fecham a cidade e provocam quebradeiras no comércio. Kalil ao autorizar a abertura da capital numa sexta-feira, poderia tê-la feito a partir do sábado, melhorando o faturamento daqueles que estavam com as portas fechadas há duas semanas. Eles reclamam ainda que o transporte coletivo continua andando superlotado pela manhã e o comércio poderia abrir mais tarde para evitar aglomerações nos ônibus.

DA COCHEIRA

Está provado, desde o PFL, o hoje DEM continua pragmático e menos ideológico. Maia e ACM Neto romperam com o ex-prefeito pensando na sucessão baiana e nas benesses das emendas parlamentares que os democratas ganharam.

Rodrigo Pacheco (DEM) não brinca em serviço. Já se reuniu com o presidente Bolsonaro e está muito interessando em pautas como as reformas administrativa e tributária. Pacheco também defende uma renda mínima para os mais necessitados na pandemia, mantendo o teto de gastos.

O novo secretário de Justiça e Segurança Pública de Minas, Rogério Greco, tem propostas inovadoras para a pasta e pretende colocar presos para trabalhar em estradas e obras públicas em todo o estado. Para ele que tem muita experiência no setor, preso sem fazer nada na cadeia, é uma cabeça pensante em coisas erradas. Greco também pretende combater a corrupção na própria polícia.

ANIVERSARIANTES

Domingo, 07 de fevereiro
Delegado Sebastião Francisco dos Santos
Senhora Verita Barreto
Heitor Pichione
José Agenor Cançado Soares – (Nozinho)

Segunda-feira, 08
Mario Ramos Vilela
Ester Carneiro Naves
Cadú Doné

Terça-feira, 09
Marli Fileto
Radialista Tião Moreno
Dr. João Evangelista Carvalho – Santa Luzia

Quarta-feira, 10
Jairo Magalhães Alves
Juarez Bahia Mascarenhas

Quinta-feira, 11
Jadir Elon Braga
Fernando de Castro

Sexta-feira, 12
Ex-ministro Paulino Cícero de Vasconcelos
Maria de Lourdes Brandão
Leíse Costa – Edição do Brasil

Sábado, 13
Roberto Carvalho Coutinho
Richard Pongelupe

A todos, os nossos parabéns!

O conteúdo desta coluna é de responsabilidade exclusiva do seu autor