Home > Acir Antão > Acir Antão

Acir Antão

Na foto: Desembargadora federal do TRF1, Ângela Catão, desembargador federal e vice-presidente do TRF1, Francisco de Assis Betti, e o presidente do TRF1, I’talo Fioravanti Sabo Mendes

PONTOS PARA O GOVERNADOR DE SÃO PAULO – O presidente Jair Bolsonaro saiu derrotado nesse episódio. Como ele sempre negou a ciência acreditando na cloroquina, que comprovadamente não é reconhecida como eficaz no combate à COVID-19 e se recusou a somar forças com o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), teve que ficar calado diante da decisão da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) que concedeu licença para aplicação da coronavac em uso emergencial no Brasil. Ao final, só sobrou a vacina do Butantan, já que o presidente sofreu outra derrota ao tentar importar da Índia o imunizante de Oxford/AstraZeneca, que no Brasil vai ser produzida pelo Fundação Oswaldo Cruz, já que o laboratório não entregou a encomenda feita pelo Ministério da Saúde. Ao ser criticado, porque iniciou a vacinação antes de todos os estados, Doria disse que o Governo de São Paulo financiou sozinho os estudos e o desenvolvimento da vacina no Brasil por meio do Butantan. Ele chamou o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, de mentiroso e se saiu vitorioso, já que o governo federal tentou de todas as maneiras antecipar a vacinação e não conseguiu. Venceu quem não foi negacionista e acreditou no trabalho da ciência.

CRIME DE RESPONSABILIDADE – O ex-presidente do Supremo Tribunal Federal, Carlos Ayres Britto, entende que o presidente Jair Bolsonaro virou as costas para a Constituição várias vezes e que se for discutir um impeachment o Congresso terá justificativa de sobra do cometimento de crime de responsabilidade ao longo dos seus 2 anos de mandato. Para Britto, não se pode “tapar o sol com a peneira”.

MAIS UMA VEZ AS CHUVAS – A cidade continua sofrendo com as enchentes e os prejuízos para a prefeitura e moradores da Avenida Tereza Cristina. Parece que o prefeito Alexandre Kalil (PSD) não conhece a região onde se dá o problema todos os anos. É bom lembrar que num dia de chuva intensa, todas as águas fluviais do Barreiro de Baixo e de Cima chegam à avenida e se somam as águas de Contagem. A calha que construíram para Arrudas é muita pequena e não comporta o grande volume. Mais adiante, o Arrudas recebe o córrego que vem da região do Bonsucesso e mais a baixo o que vem do Palmeiras e Salgado Filho, que coleta todas as águas do Buritis e Marajó, isso sem falar na Silva Lobo. A solução seria alargar a calha do Arrudas, na Tereza Cristina, ao lado da Cidade Industrial e construir um subcanal dentro da própria calha do Ribeirão. Infelizmente, os nossos administradores nunca se aprofundaram nesta questão. A Prefeitura de Belo Horizonte vai ter que gastar de novo mais dinheiro para reconstruir o asfalto da avenida.

DA COCHEIRA

O Departamento de Edificações e Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DER-MG) já concedeu aumento de passagens para o transporte coletivo intermunicipal. Só falta agora o prefeito Alexandre Kalil (PSD) cumprir a promessa de majorar as tarifas para os coletivos da capital. Lembre-se que, ano passado, ele não conferiu acréscimo, deixando o reajuste para este ano.

Já está tudo certo. O ministro Paulo Guedes convenceu o presidente Jair Bolsonaro da necessidade da instituição do novo imposto sobre as transações eletrônicas. Bolsonaro resistia, mas, agora, diante da falta de dinheiro, cedeu. O presidente espera eleger o seu candidato para a presidência da Câmara para facilitar as coisas.

Está circulando na internet uma lista de mais de 200 bares e restaurantes que fecharam diante dos decretos municipais que proibiram seus funcionamentos. O último a anunciar o seu fim foi o Vecchio Sogno, restaurante do chefe Ivo Faria, que operava nas dependências da Assembleia Legislativa.

Suprema humilhação é o que tem passado o Palácio do Planalto com os últimos episódios a respeito das vacinas do Butantan e da Fioruz. Todo o desrespeito feito com a China nos últimos tempos pelo presidente da República, seus ministros e filhos reflete agora. O insumo do imunizante não chegou para dar sequência à fabricação no Brasil.

Outro vexame para o governo brasileiro foi a Venezuela mandar oxigênio e médicos para socorrer o povo de Manaus.

Em matéria de aumento, o prefeito não esquece quando é do interesse dele. Em 2020 e 2021, o IPTU de Belo Horizonte recebeu revisões. Se Alexandre Kalil fosse dar para o transporte coletivo o reajuste dos últimos 2 anos do IPTU seria mais de 7%.

ANIVERSARIANTES

Domingo, dia 24 de janeiro
Médico e ex-deputado Silvio Mitri
Jornalista Sônia Zuim
Paulo Roberto Coelho

Segunda-feira, 25
Leila Mendes Barbosa
William Cheifer
Wilkey Bruno

Terça-feira, 26
Ex-prefeito Patrus Ananias
Marta Silveira – Mercado Central
Márcio Brasil

Quarta-feira, 27
Ex-deputado Cleuber Brandão Carneiro
Professor Otávio Elísio Alves de Brito

Quinta-feira, 28
Grácia Issa
Elizangela Prado – Contagem

Sexta-feira, 29
Jornalista Júlio Baranda
João Paulo Dias – Rei da Feijoada
Professor Paulo Roberto Vilta
Jornalista Márcio Maia

Sábado, 30
Dr. Renato de Paiva Teixeira
Ana Amélia – esposa do Murai Caetano

A todos, os nossos parabéns!

O conteúdo desta coluna é de responsabilidade exclusiva do seu autor