Home > Artigo > O desafio da comunicação pública em tempos de pandemia do coronavírus

O desafio da comunicação pública em tempos de pandemia do coronavírus

Diante da explosão do novo coronavírus em escala global e da mobilização para conter o avanço da doença, capitaneada pela Organização Mundial de Saúde (OMS), Contagem,coma terceira maior população do estado e um dos mais importantes polos industriais do mundo, imediatamente aderiu às estratégias de contenção.

O primeiro Decreto Municipal nº 1.510 foi assinado em 16 de março, declarando situação de emergência em saúde pública.Na sequência, foi criado o Comitê Intersetorial de Combate à Doença, com representantes de todas as secretarias.

Era iniciado o teletrabalho, com grande parte dos servidores municipais em home office, com exceção dos que atuam nos setores essenciais, como saúde, defesa social e zeladoria da cidade. Por sua vez, a Secretaria de Comunicação exerce papel relevante nesta força-tarefa com a função de repassar um fluxo robusto e constante de informações a cerca de 700 mil habitantes.

Após as primeiras medidas, o trabalho da Secretaria de Comunicação consistiu no uso bem planejado dos canais de informação para que as medidas adotadas pelo município chegassemao cidadão de modo célere. Além disso, houve a necessidade de reproduzir as demais ações adotadas no decorrer da pandemia e manter a mobilização. Nesse sentido, toda a equipe da Comunicação passou a ter a missão de usar os meios disponíveis para fazer chegar aos moradores às regras no tocante ao isolamento social e os detalhes do funcionamento da rede municipal de saúde. A atualização das informações passou a ser full time devido ao grande volume de adequações necessárias às medidas contra a COVID-19.

Para tanto, o Plano de Comunicação foi traçado com um leque de estratégias, com a proposta na qual o conteúdo jornalístico e publicitário, além da divulgação nos canais próprios da prefeitura, como o portal e as redes sociais (Facebook, Instagram e grupos de WhatsApp), se disseminasse por todos os tipos de mídias.

Os métodos adotados nas mídias sociais facilitaram a rápida propagação de informações. Por exemplo, foi possível esclarecer sobre os sintomas apresentados pelos contaminados pelo coronavírus. Outros temas importantes foram e estão sendo abordados emlives. À medida que o material avançava novas regras foram criadas pelo Comitê Intersetorial de Combate à Doença.

Além disso, um hotsite específico contagem.mg.gov.br/coronavirus foi criado. Outros portais e blogs parceiros também contribuem para que a informação chegue a uma grande parcela da população.

Nesse período atípico, as redes sociais se mostram um importante canal de comunicação entre o poder público e a sociedade e deu um grande salto durante a pandemia. Todas as iniciativas são amplamente divulgadas em reportagens no portal de notícias e pelas mídias sociais da prefeitura, além de repassadas à imprensa como sugestões de pautas.

O Facebook, Instagram e grupos de WhatsApp levam até a população os protocolos de convivência com pessoas dos grupos de risco, sobre as regras para sair de casa com segurança e no retorno aos domicílios, bem como informações atualizadas dos boletins epidemiológicos.

Paralelemente ao uso das plataformas, peças gráficas foram uma estratégia importante, sobretudo nos pontos mais periféricos de Contagem. Folhetos, cartazes e banners foram distribuídos pela cidade. O material publicitário tambémé estampado em outdoors, megadoors e na traseira de ônibus (backbus).

Outros meios de comunicação muito eficazes, os carros de som e os 86 faixódromosforam estratégias adotadas pela secretaria diariamente pelas 8 regionais para repassar as informações sobre o vírus.

Com relação aos órgãos de imprensa,temas no âmbito do combate à COVID-19 foram e ainda são abordados em anúncios nos principais jornais impressos e mídias digitais com circulação em Contagem. Releases com sugestões de pautas são enviados praticamente todos os dias à grande mídia e entrevistas são dadas ao vivo e com frequência a emissoras de rádio e TV, para explicar as regras municipais. Assim, a população é permanentemente amparada com informações de fontes confiáveis.

*José Luiz Silva Mathias Borel
Publicitário, professor universitário, secretário de Comunicação da Prefeitura Municipal de Contagem, presidente da AMP – Associação Mineira de Propaganda

O conteúdo deste artigo é de responsabilidade exclusiva do seu autor