Home > Artigo > Começa o Brasileirão

Começa o Brasileirão

Mais de 100 mil mortos pelo coronavírus em todos os estados, o país ainda parado em vários setores da economia, com fechamento de diversos estabelecimentos comerciais. Mas, o Brasil é o país do futebol, a alegria do povo, apaixonado com a bola dentro do gol. Aliás, esse é um esporte que movimenta bilhões de reais e gera milhares de empregos com as equipes das séries A, B, C e D, além dos trabalhos nos centros de treinamentos e nos estádios, entre outros empregos diretos e indiretos para a realização dos jogos nos estádios.

O Campeonato começa neste final de semana, nos dias 8 e 9 de agosto, pelas séries A e B, com a promessa de meses de compromissos intensos para times e, principalmente, para os médicos. A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) estabeleceu uma diretriz detalhada de cuidados com o novo coronavírus e fixou uma rotina diferente da habitual para todos os torneios nacionais. Jogadores, técnicos e árbitros terão testes regulares e vão encarar mudanças até no cerimonial pré-jogo. Execução de hinos e cumprimentos entre os atletas estão vetados. As regras sobre o funcionamento do Brasileirão estão resumidas em cerca de 60 páginas de um material elaborado pela Comissão de Médicos da CBF.

Foram 4 meses de estudo, discussões com mais de 140 médicos e opiniões com epidemiologistas e infectologistas até a entidade fixar como o futebol nacional será restabelecido. A principal definição da CBF está na padronização de testes. Todos os exames PCR serão bancados pela entidade e realizados no hospital Albert Einstein, em São Paulo, para se ter amostras mais uniformes. Seja para as quatro divisões do Brasileiro, Copa do Brasil, torneios femininos e competições de base, a promessa é de ter o mesmo rigor.

Três dias antes de cada partida os 23 atletas de cada time, os dois técnicos e os quatro árbitros passarão por testes. Ou seja, serão 52 exames por jogo. O material será enviado para análise e em até 24 horas os resultados precisam estar prontos.

Ter um jogador com PCR positivo será como um cartão vermelho. Vai precisar ficar uns dias fora, a conhecida quarentena. Por isso a uniformização dos testes é importante porque todo mundo estará sob o mesmo critério. Os próprios clubes vão precisar atualizar as informações dos contaminados.

Ao longo do campeonato há a expectativa de essa cartilha de cuidados ser revista. A CBF aposta na melhora da situação da pandemia no Brasil. Todos os dados e conceitos sobre a doença estão em atualização constante. Pela primeira vez desde que o Campeonato Brasileiro começou em 1971, a CBF não vai permitir a presença de torcida. Partidas da Série A e da Copa do Brasil podem ter até 300 pessoas entre jogadores, comissões técnicas, árbitros, dirigentes, jornalistas e funcionários. Para outras divisões o limite é menor. Nas últimas semanas, a entidade realizou uma vistoria nos estádios para definir separações de diferentes áreas.

O objetivo é restringir o acesso ao estádio somente para quem realmente precisa estar trabalhando nas partidas. O importante agora é viabilizar a entrega da temporada do futebol. Os estádios serão divididos em três diferentes áreas, basicamente separadas em gramado, corredores de acesso e tribunas. Para frequentá-las, é preciso apresentar credencial e ter a temperatura medida.

Para evitar a emissão de gotículas de saliva, a execução dos hinos não será realizada. Só podem trabalhar no máximo quatro maqueiros, com luvas e máscaras. Estão liberados seis gandulas, mas todos devem lavar as mãos com água e cuidar da higiene das bolas, que devem ser limpas com álcool líquido. O gel está descartado porque pode deixar a superfície escorregadia.

A CBF recomenda que as equipes consigam embarques diferenciados com as companheiras aéreas para evitar aglomerações em salas de espera de aeroportos. Os clubes estão buscando um acordo coletivo para encontrar uma situação favorável para o fretamento de alguns voos. Todas as delegações, ou seja, comissão técnica e os atletas são orientados a viajar de máscara e evitar se alimentar dentro dos aviões.

O Atlético estreia no Maracanã contra o Flamengo no dia 9 de agosto, pela Série A, o Cruzeiro estreia conta o Botafogo – Ribeirão Preto-SP no dia 8 no Mineirão, e o América joga contra a Ponte Preta, em São Paulo, ambos pela Série B.

O Campeonato Brasileiro terá 38 rodadas, começando em agosto e terminando em fevereiro de 2021. Serão muitas emoções com a bola rolando, mas a tristeza de não ter em campo as vibrações dos torcedores, com suas bandeiras, seus cantos e animações nas arquibancadas. É o famoso novo mundo que estamos vivendo, mas acreditamos que dias melhores virão! Que em breve tenhamos muitos gols de alegrias, principalmente com a chegada da vacina do combate ao coronavírus!

*Sérgio Moreira
Jornalista

O conteúdo deste artigo é de responsabilidade exclusiva do seu autor