Home > Esportes > Hot yoga faz participantes treinarem em salas com temperatura de até 40ºC

Hot yoga faz participantes treinarem em salas com temperatura de até 40ºC

crédito - Reprodução/Internet

O yoga tem como objetivo melhorar nosso estado físico, mental, psíquico e espiritual. A prática nos auxilia a controlar as emoções e sentimentos, atingindo a paz e a tranquilidade. O que muita gente não sabe é que a modalidade, quando realizada em temperaturas entre 36 e 40 graus, pode trazer ainda mais vantagens. Tanto que a hot yoga tem se popularizado nas academias. “Com a sala aquecida, a aula tende a ser mais fluida. Isso serve para eliminar o suor e dar uma manutenção na pressão arterial” explica a professora de hot yoga Juliana Nascimento.

Ela acrescenta que o calor melhora a circulação sanguínea promovendo relaxamento muscular e articular. “O suor em contato com o corpo aumenta a produção de endorfina, hormônio do bem-estar e é superanalgésico, e da dermicidina, considerado um agente contra germes. Um estudo feito pela University Eberhard-Karls mostrou que, por isso, a transpiração pode ajudar a enfrentar infecções, pois seria ativo contra diversas bactérias que atacam o corpo. De resto, é uma aula de yoga normal e que traz todos os benefícios da prática tradicional”.

Segundo a professora, para praticar o hot yoga, a pessoa precisa ficar atenta a alguns fatores. “Há contraindicação em caso de febre, gestantes, cardíacos ou qualquer outra doença que impeça grandes esforços. Além disso, quem se sente mal em ambientes quentes e úmidos devem experimentar com cautela evitando o desconforto”.

Para Juliana, os benefícios podem ser sentidos logo na primeira aula. “Isso varia, mas, em geral, quem nunca praticou yoga tende a sentir melhora no começo, pois existe um movimento físico e energético que traz bem-estar ao praticante. Ao longo da prática, o aumento da flexibilidade e relaxamento de tensões musculares são sentidos pelo aluno mais assíduo”.

O relaxamento muscular é a principal vantagem vivenciada pela analista de sistemas Cristina Shinoka, 30. “Faço as aulas no fim do dia, após uma longa jornada de trabalho sentada. Então, o hot yoga me dá um relaxamento importante para ir para casa e descansar. Hoje, sinto meu corpo mais flexível e a minha postura melhor. Não tenho mais dor em ficar tanto tempo na mesma posição, por exemplo. Isso me ajuda inclusive durante a aula, pois consigo me entregar mais ao exercício e simplesmente relaxar”.

Cristina acrescenta não ter se adaptado a prática convencional. “A sensação que o hot yoga traz, pra mim, é melhor. O calor solta nossa musculatura e ajuda nos exercícios. Além disso, sou ansiosa e ativa, e a temperatura alta me traz uma sensação maior de dever cumprido, uma percepção de ter movimentado mais o corpo pelo suor eliminado”.

Nat Macedo
Belo-horizontina, 25 anos. Graduada em jornalismo pelo Centro Universitário Estácio de Sá, fez cursos de Consultoria de Imagem e Design de Moda. Há 5 anos criou um blog voltado para o público feminino. Interessada em assuntos relacionados à minoria, gosta de dar visibilidade as pequenas causas voltadas a inclusão e empoderamento destes nichos.