Home > Esportes > Projeto fomenta base de atletas do trail running

Projeto fomenta base de atletas do trail running

Inspirado no filme Coach Carter, que conta a história de um treinador em busca de formar pessoas e cidadãos para além do esporte, o especialista em treinamento desportivo e head coach da UpFitrail, Sidney Togumi, criou o Projeto Upfitrail Under25. O objetivo é fomentar a necessidade de se investir na base, descobrir e treinar novos talentos. O programa foi lançado em novembro de 2019. Dezenas de atletas – com no máximo 25 anos completados até 31/12/2020 – enviaram seus currículos e passaram por entrevistas. Desses, oito nomes, de várias regiões do país, foram selecionados.

A convocação dos atletas foi feita pelas redes sociais. O projeto buscou novos talentos dentro do trail running, corrida feitas em trilhas e montanhas. “Ele visa a performance em médio e longo prazo. Isto é, os resultados deverão vir de forma natural e por meio dos treinamentos. Mais do que feitos, os atletas deverão demonstrar atitude, comportamento disciplina”, diz Togumi.

A ideia é investir no futuro da elite do trail running brasileiro e contribuir para a formação de bons cidadãos. A expectativa do professor é estar entre os melhores em poucos anos. “Infelizmente no Brasil há pouco investimento, tanto do poder público quanto da iniciativa privada”.

A base do projeto é em São Paulo, contudo, atletas de todo o Brasil foram selecionados. “Inicialmente, eles estão recebendo toda a orientação técnica e estratégica, principalmente em relação a atitudes e responsabilidades. Como grande parte dos selecionados não vivem na cidade, todas as planilhas de treinamento são enviadas por meio de um sistema chamado Training Peaks”.

Os atletas fazem o upload gerado pelos seus monitores de FC/GPS e, assim, os treinadores têm acesso a todos os gráficos. “Dessa forma conseguimos ter um feedback de como os treinos estão sendo executados. Do grupo Under25, alguns têm como objetivo inicial buscar uma vaga na equipe brasileira que irá disputar o Campeonato Mundial Juvenil de Skyrunning, no final de julho, na Itália. Outros desejam experiências, participando dos principais eventos nacionais”.

O professor prevê que, no futuro, o Brasil pode sofrer um déficit de atletas da modalidade. “Atualmente, a maioria possui mais de 35 anos. Além disso, não vemos nenhum profissional com menos de 30 sendo frente para a elite do trail nacional. Penso que o projeto Under25 poderá contribuir para a modalidade, já que incentivamos grandes talentos a buscar a excelência dentro do esporte”.

A estudante Helena Pinto, 14, de Passa Quatro, Minas Gerais, decidiu participar do projeto por ter visto uma oportunidade de melhorar sua performance. “É um incentivo para aumentar a minha dedicação à corrida, já que sou direcionada por grandes atletas. Hoje, o Under25 é uma parte importante do meu processo de evolução, pois estabeleço rotinas com orientações certas e realizo treinos profissionais”.

Linabel Araújo, 23, de Itaúna, Minas Gerais, treinará, primeira vez, com profissionais específicos de trail. “Escolhi essa modalidade como carreira, então vai ser um tempo carregado de experiências que me trarão mais confiança e desempenho esportivo. Este ano vai servir como norteador para as próximas temporadas e meu objetivo é entrar para a elite do trail ou skyrunning brasileiro”.

Ainda participam do projeto Éric Gonçalves Capovilla (RS); Guilherme Henrique França (SP); Heloah Fernandes Barbosa (MG); Lucas Ogrysko (PR); Rafael Silva Antunes (MG); Raimundo Nonato Mota Filho (MA). Além de Nata Valeriano, Renan Vitor Ponto e Rodrigo Santejo, que já faziam parte da Upfitrail.

Nat Macedo
Belo-horizontina, 22 anos. Graduanda em jornalismo pelo Centro Universitário Estácio de Sá, fez cursos de Consultoria de Imagem e Design de Moda. Há 3 anos criou um blog voltado para o público feminino. Interessada em assuntos relacionados à minoria, gosta de dar visibilidade as pequenas causas voltadas a inclusão e empoderamento destes nichos.