Home > Colunas > Futebol é seus milhões

Futebol é seus milhões

O futebol no Brasil e no mundo gera milhões e, às vezes, bilhões de reais, dólares, euros, libra, entre outras moedas. No Brasil, o Athletico Paranaense está entre os oito clubes que menos gastam com salários na primeira divisão do Campeonato Brasileiro. Segundo os levantamentos, o clube paranaense gasta R$ 2,7 milhões mensais com salários de jogadores. É a oitava menor folha da competição.

A pesquisa nos clubes não inclui os direitos de imagem, apenas os valores registrados na Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) com os valores nas carteiras de trabalho dos profissionais. As informações às quais são divulgadas são resultado de levantamento feito a partir dos registros dos jogadores de futebol no sistema da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Ele contém os custos mensais dos 20 integrantes da primeira divisão. O direito de imagem pode ser até 40% em cima da remuneração. Ou seja, um jogador que ganha R$ 10 mil pode embolsar cerca de R$ 4.000 por mês dessa maneira e R$ 6.000 como salários na carteira.

E, com esse mesmo elenco, o clube paranaense conquistou a Copa do Brasil, superando o Internacional na final, o Grêmio na semifinal e o Flamengo nas quartas de final. Ou seja, eliminou adversários com folhas maiores.

Folhas Salariais Do Brasileirão
1º Palmeiras R$ 8,8 milhões;
2º Corinthians R$ 8,1 milhões;
3º Cruzeiro R$ 7,6 milhões;
4º Flamengo R$ 7 milhões;
5º Internacional R$ 5,7 milhões;
6º Santos R$ 5,4 milhões;
7º São Paulo R$ 5,3 milhões;
8º Atlético-MG R$ 4,1 milhões;
9º Grêmio R$ 4,0 milhões;
10º Fluminense R$ 3,3 milhões;
11º Vasco R$ 3,3 milhões;
12º Bahia R$ 3,0 milhões;
13º Athletico R$ 2,7 milhões;
14º Botafogo R$ 2,6 milhões;
15º Goiás R$ 2,6 milhões;
16º Fortaleza R$ 2,4 milhões;
17º Chapecoense R$ 1,8 milhão;
18º Avaí R$ 1,4 milhão;
19º Ceará R$ 1,3 milhão;
20º CSA R$ 800 mil.
Todos sabem que o salário registrado na Carteira de Trabalho serve apenas para a garantia de pagamentos de FGTS, INSS, o dinheiro mesmo do salário está em direito de arena, marketing, metas de jogos e gols por cada jogador, são muitas artimanhas para pagar os atletas.

Sabemos que tem centenas, milhares de jogadores que ganham menos de R$ 3 mil, alguns até salário mínimo em clubes espalhados pelo Brasil. Mas, vamos mostrar após uma pesquisa, os atletas com salários acima de R$ 1 milhão por mês que atuam em equipes brasileiras: 9º lugar: Ramires (Palmeiras) – R$ 1 milhão por mês. O volante de duas Copas do Mundo, 2010 e 2014, Ramires chegou ao Palmeiras recentemente junto ao Jiangsu Suning, após rescindir com o clube chinês. Apesar de hoje ter o 9º maior salário do futebol brasileiro, o atleta aceitou diminuir drasticamente seu vencimento mensal. Enquanto ganhava R$ 3,6 milhões no futebol asiático, Ramires passa a receber R$ 2,6 milhões a menos – totalizando R$ 1 milhão no Palmeiras. O volante ainda não estreou pelo alviverde.

Em 2012, venceu a Liga dos Campeões pelo Chelsea; 8º lugar: Diego Tardelli (Grêmio) – R$ 1 milhão por mês. O atacante gremista é outro que chega do futebol chinês e, por isso, vem ao Brasil com alto salário. Tardelli recebe R$ 1 milhão no Grêmio. No Shandong Luneng, da China, o experiente jogador recebia aproximadamente o dobro; 7º lugar: Vitinho (Flamengo) – R$ 1 milhão por mês. Sem ainda ter caído nas graças da torcida e reserva no time de Jorge Jesus, Vitinho ganha R$ 1 milhão no Flamengo após ser comprado junto ao CSKA Moscou por R$ 43 milhões. Com contrato até meados de 2022, o atacante é a segunda contratação mais cara da história do rubro-negro carioca. 6º lugar: Pedro Rocha (Cruzeiro) – R$ 1 milhão por mês. Na faixa dos que ganham R$ 1 milhão no Brasil, Ramires e Tardelli vieram do futebol chinês, enquanto Vitinho e Pedro Rocha chegam da Rússia. O atacante do Cruzeiro estava no Spartak Moscou e chegou por empréstimo à Raposa. Para contar com o atacante nesta temporada, a diretoria celeste desembolsou ainda R$ 3,2 milhões. O vencimento mensal tem o mesmo valor dos tempos de Spartak; 5º lugar: Hernanes (São Paulo) – R$ 1,1 milhão por mês. Assim como Ramires do Palmeiras, Hernanes é volante e atuou pela seleção brasileira em duas Copas do Mundo, em 2010 e 2014. Atualmente, o jogador defende as cores do São Paulo em sua terceira passagem pelo clube, no qual é o principal ídolo do elenco comandado por Cuca. Aos 34 anos, o profeta recebe R$ 1,1 milhão por mês e é outro que se desligou do futebol chinês para retornar ao Brasil – estava no Hebei Fortune; 4º lugar: Fred (Cruzeiro) – R$ 1,2 milhão por mês. Mesmo com 35 anos, Fred ainda é um dos principais centroavantes do Brasileirão e conta com 18 gols até o momento na temporada 2019. O rei dos stories desembolsa R$ 1,2 milhão todos os meses para entrar em campo pelo Cruzeiro. Este valor inclui salário, direitos de imagem e luvas; 3º lugar: Dudu (Palmeiras) – R$ 1,2 milhão por mês. Eleito o melhor jogador do último Campeonato Brasileiro, o atacante goiano Dudu, do Palmeiras, tem o 3º maior salário entre os atletas que disputam o Brasileirão. O seu vencimento mensal está na casa dos R$ 1,2 milhão. No valor, está incluso um prêmio pela renovação de contrato com o alviverde, até o fim de 2023, depois do ponta ter recusado uma proposta do futebol chinês; 2º lugar: Gabigol (Flamengo) – R$ 1,25 milhão por mês. Gabriel Barbosa, enfim, pode ser chamado pelo seu sobrenome que o marcou: Gabigol. O atacante do Flamengo vive a temporada mais goleadora da carreira, com 28 gols marcados no ano e como “brinde”, recebe R$ 1,25 milhão por mês. Vale lembrar que o atleta está emprestado até o fim de 2019 pela Internazionale de Milão, da Itália, mas o Flamengo paga integralmente a folha salarial de Gabigol e ainda tentará exercer a compra do atacante ao término do ano. 1º lugar: Daniel Alves (São Paulo) e Arrascaeta (Flamengo) – R$ 1,5 milhão por mês. O jogador com o maior salário do futebol brasileiro não poderia ser outro. Trata-se do lateral-direito Daniel Alves, de 36 anos, que desde agosto defende as cores do São Paulo. Dani é o maior vencedor da história do futebol, com 40 títulos na carreira. Em uma aquisição do atleta sem custos, já que Daniel teve seu contrato junto ao Paris Saint-Germain (PSG) encerrado, o tricolor paulista paga R$ 1,5 milhão mensalmente ao lateral da seleção brasileira. A folha também inclui salário, direitos de imagem e luvas.

A maior transação entre clubes do futebol brasileiro envolve o meia uruguaio Giorgian De Arrascaeta. O meia deixou o Cruzeiro no início de 2019 para se juntar ao Flamengo. Para isso, o rubro-negro desembolsou 13 milhões de euros (R$ 55 milhões) por Arrascaeta. Uma das sensações da temporada e integrante do trio ofensivo que vem fazendo sucesso no Flamengo, ao lado de Bruno Henrique e Gabigol, o meia uruguaio tem o maior salário do futebol brasileiro. Claro, empatado com Daniel Alves. São R$ 1,5 milhão por mês no bolso do jovem de 25 anos.

Outros salários com o valor menor que R$ 1 milhão. 10º lugar: Lucas Lima (Palmeiras) – R$ 955 mil por mês; 11º lugar: Luan (Grêmio) – R$ 900 mil por mês; 12º lugar: Rodriguinho (Cruzeiro) – R$ 800 mil por mês; 13º lugar: Filipe Luís (Flamengo) – R$ 800 mil por mês; 14º lugar: Guerrero (Inter) – R$ 770 mil por mês; 15º lugar: Gil (Corinthians) – R$ 750 mil por mês; 16º lugar: Rafinha (Flamengo) – R$ 750 mil por mês.

*Jornalista
sergio51moreira@bol.com.br