Home > Geral > Acadêmicos de Venda Nova vai homenagear Fabiano Lopes no próximo Carnaval de BH

Acadêmicos de Venda Nova vai homenagear Fabiano Lopes no próximo Carnaval de BH

Em Belo Horizonte, os desfiles das escolas de samba são acompanhados por vários foliões e, na maioria das vezes, trazem para a avenida momentos históricos, tanto do Brasil quanto do mundo. Além disso, o show na Avenida Afonso Pena homenageia grandes personalidades. Para o próximo Carnaval, não será diferente. A Grêmio Recreativo Escola de Samba Acadêmicos de Venda Nova escolheu o presidente da Multimarcas, Fabiano Lopes, como destaque de seu desfile.

A ideia foi pensada pelo diretor-geral da escola, Osmar Barboza. “Conheci o Fabiano há um ano e senti o amor dele pelo Carnaval. Estudamos a história dos homenageados para ver se ela se encaixa com a da escola e foi a combinação que esperávamos. Deste modo, decidimos levar para a avenida a história dele”.

Fabiano confessa que não esperava o convite, pois tem uma história de vida simples. “Um menino que morava na roça, tomava banho de bacia e tinha muitos sonhos. Contudo, são 45 anos de vida profissional e acho que tenho algo a dizer”.

Ele acrescenta que gosta de gente e que já participou da folia em sua cidade natal, Itapecerica. “Quando estava iniciando a vida adulta, fui para o Rio de Janeiro e me aproximei ainda mais da festa momesca. Depois tive a oportunidade de desfilar pela Beija-Flor. O Carnaval é uma festa democrática. É o encontro de todas as classes e raças. É muito bonito ver a união das pessoas”.

O empresário observa ainda mudanças no Carnaval de BH. “A festa momesca deu uma guinada aqui. Saiu um pouco da avenida e tem tomado grandes proporções com os blocos de rua que arrastam multidões. O povo precisa de festa e de lazer, além de tudo, movimenta milhões para a economia em diversos setores, gerando renda para todos”.

Fabiano espera deixar uma mensagem que ele traz até hoje: “Quero mostrar para as pessoas que é possível melhorar de vida trabalhando honestamente e sendo uma pessoa boa. Se eu conseguir plantar essa semente no coração dos foliões, já fico feliz”.

Acadêmicos de Venda Nova

Atual campeã do Carnaval de Belo Horizonte, a Grêmio Recreativo Escola de Samba Acadêmicos de Venda Nova levou 4 dos últimos 6 campeonatos disputados e é, inclusive, a atual campeã do desfile. “Buscamos fazer uma peça de teatro a céu aberto, por isso estamos sempre brigando pelo título. Levamos um produto de qualidade e apresentamos uma agremiação pujante e animada na avenida”, explica o presidente da escola, Francisco José Gonçalves.

Ele acrescenta que a escola tem autenticidade. “Quando chega esta época do ano, inicia-se a produção das fantasias. É o trabalho no barracão, de colar, pregar e costurar. Diferente de outras escolas que preferem comprar um desfile pronto, reutilizando fantasias do Rio de Janeiro, São Paulo e Espírito Santo, criamos tudo do zero. Eu não tenho a mínima vontade de eliminar essa cadeia produtiva”.

Segundo ele, é o momento no qual a comunidade é mobilizada. “Temos cerca de 80 voluntários trabalhando, quase sem custo para a escola. A base das agremiações está formada dentro das comunidades e vilas. E é impressionante ver várias pessoas dedicando horas do seu dia para poder participar”.

Gonçalves conta que logo quando termina um desfile, o próximo já começa a ser pensado. “Desmontamos o circo, entregamos o galpão, guardamos os materiais, resolvemos as questões financeiras e começamos a sondar possíveis enredos para o próximo ano. Foi assim que surgiu a ideia de falar sobre o Fabiano Lopes. Sua trajetória envolve muitas batalhas e luta e todas as homenagens em vida são importantes”.

Durante a organização, outras tarefas vão acontecendo. “Fazemos uma pesquisa detalhada sobre o homenageado, criamos a agenda de ensaios e programamos alguns eventos como a típica Feijoada da Escola de Samba. Além disso, temos o concurso para escolher o melhor enredo e outro para a escolha da rainha da bateria, que acontece em dezembro. Poucas escolas fazem isso”.

Para finalizar, ele deixa um aviso: “Vamos lutar pelo título no Carnaval 2020, que só tem crescido em BH e as escolas de samba estão pegando carona nesse boom belo-horizontino”.

Nat Macedo
Belo-horizontina, 22 anos. Graduanda em jornalismo pelo Centro Universitário Estácio de Sá, fez cursos de Consultoria de Imagem e Design de Moda. Há 3 anos criou um blog voltado para o público feminino. Interessada em assuntos relacionados à minoria, gosta de dar visibilidade as pequenas causas voltadas a inclusão e empoderamento destes nichos.