Home > Colunas > Organização é fundamental

Organização é fundamental

Alerta aos times mineiros, principalmente América, Atlético e Cruzeiro que participarão em várias competições ano que vem. A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) divulgou o calendário de competições profissionais masculinas para o ano de 2020. O futebol inicia no dia 22 de janeiro a vai até 6 de dezembro. Uma modificação importante é a mudança das Datas Fifa tradicionais, que irão paralisar as competições, como o Campeonato Brasileiro. Haverá também a estreia da Supercopa do Brasil, em janeiro.

Uma das grandes reivindicações dos clubes foram as Datas Fifa, já que se sentiam prejudicados por causa dos amistosos. Mas, agora, as competições serão paralisadas para a realização dos jogos da seleção brasileira. Além disso, em 19 de janeiro, terá a primeira edição da Supercopa do Brasil, que será disputada entre os campeões da Copa do Brasil e do Brasileiro.

Uma exceção, porém, é que mesmo com a paralisação nas Datas Fifa, o Campeonato Brasileiro seguirá normalmente durante a realização da Copa América, que será disputada na Argentina e na Colômbia, e dos Jogos Olímpicos de Tóquio. Por conta da Copa América, por exemplo, os convocados poderão desfalcar os seus respectivos clubes em até nove partidas.

Com relação aos calendários, do futebol de base e do futebol feminino, estes ainda serão divulgados. No calendário, das Datas Fifa, que são realizadas tradicionalmente todo ano, serão nos cinco períodos: março, junho, setembro, outubro e novembro.

Férias e pré-temporada – A CBF também confirmou que as férias irão ocorrer de 9 de dezembro de 2019 a 7 de janeiro de 2020. A pré-temporada poderá ser realizada até o início dos estaduais – ou seja, de 8 a 21 de janeiro de 2020.

Campeonatos estaduais – A CBF também confirmou que os campeonatos estaduais passarão a ter no máximo 16 datas disponíveis para 2020, compreendidas no período entre 22 de janeiro e 26 de abril.

Brasileirão – O Campeonato Brasileiro de 2020 tem seu início marcado para o dia 3 de maio, estendendo-se até o dia 6 de dezembro. Seguirá em pontos corridos ao longo de 38 rodadas. A Segunda Divisão do Campeonato Brasileiro irá de 2 de maio a 28 de novembro, continuando em sistema de pontos corridos e dando acesso a quatro equipes para a Série A de 2021. A Série C vai de 3 de maio até 8 de novembro. As quatro equipes que alcançarem a fase semifinal do campeonato ascendem à Série B de 2021.

Série D estendida – O calendário de 2020 contempla uma reivindicação de clubes da Série D, que era o aumento do número de datas da competição. A competição passa a ser disputada por 64 clubes, em sua fase principal, sendo precedida por uma fase preliminar que movimentará oito clubes. Estes serão divididos em oito chaves, com jogos de ida e volta. Os quatro melhores de cada grupo se classificam para a segunda fase, totalizando 32. Estes se enfrentam em confrontos eliminatórios até a definição do campeão.

Copa do Brasil – As oito fases serão distribuídas em 19 datas, de 5 de fevereiro a 16 de setembro. Os clubes participantes da Conmebol Libertadores entrarão a partir das oitavas de final.

A CBF está repensando o futebol brasileiro, é muito importante, porque na Europa, Ásia e até no Oriente Médio os calendários são bem organizados, resultando em excelentes receitas, lotando estádios, com isto os times e os países conquistando títulos internacionais, exemplo da Alemanha e Espanha, que vem conquistando títulos com os clubes e seleções.

O futebol movimenta no Brasil bilhões de reais, com patrocínios, cotas de televisão, transação nas compras e vendas de jogadores, marketing, bilheteria, entre outros. A organização é fundamental para o bom resultado. Infelizmente os ex-diretores da CBF fizeram da entidade um desastre. Foram afastados, alguns até presos. A nova diretoria da CBF que tomou posse, este ano, está com bons planos. Agora está nas mãos dos dirigentes dos clubes fazerem uma boa organização e planejamento para colher títulos e levantar taças e troféus, além de muito dinheiro. Exemplo é o Flamengo, a diretoria passada organizou o clube, tinha dívidas chegando a R$ 500 milhões, conseguiu equilibrar receita e despesa, e o resultado está sendo mostrado, com um superelenco que tem disputado títulos, podendo ganhar o Campeonato Brasileiro e a Copa Libertadores.

*Jornalista – sergio51moreira@bol.com.br