Home > Esportes > Calistenia: atividade física usa o peso do corpo para exercitar

Calistenia: atividade física usa o peso do corpo para exercitar

Crédito: Divulgação

O nome calistenia pode parecer estranho e complicado, mas a modalidade é simples. São exercícios que utilizam o peso do corpo do praticante como principal característica de treinamento. Esse é um esporte intenso que vem ganhando adeptos no mundo todo, afinal, não tem necessidade da estrutura de uma academia e ainda pode ser realizado ao ar livre. Um dos principais benefícios é trabalhar vários grupos musculares em um mesma atividade.

De acordo com o educador físico Luciano Santos, a calistenia é um esporte acessível a todos e sem restrição de idade. “É importante fazer uma avaliação antes de começar, principalmente para quem está sedentário. Quem possui problemas na coluna, alguma doença grave ou restrição médica também deve redobrar a atenção. Cada um tem seu limite e deve respeitar sua capacidade”.

Como em qualquer outra atividade esportiva, os praticantes de calistenia também precisam fazer um aquecimento antes. “Ele serve para reduzir o risco de lesões. Além disso, prestar atenção na postura é essencial para realizar os movimentos da maneira correta e evitar desgaste muscular. Por isso, a prática deve ser orientada por um profissional”.

Santos alerta que existem diversos vídeos e tutoriais na internet que ensinam como começar no esporte e alguns exercícios. “Vejo como positivo no sentido de tornar a calistenia mais conhecida, mas com saúde não se brinca. Apenas copiar os movimentos de alta intensidade, sem supervisão, pode trazer riscos, sobretudo ao sistema cardiovascular”.

Para quem não gosta de frequentar academia e acha um tédio as repetições da musculação, o educador físico diz que a calistenia é a atividade ideal. “O esporte traz elementos semelhantes a ginástica artística, realizados em barras fixas e paralelas em parques ou praças. Os treinos conseguem fortalecer e trabalhar vários grupos musculares em um mesmo exercício. Também serve para aumentar a resistência, flexibilidade, agilidade e ter mais controle sob todo o corpo”.

Entre outros benefícios, Santos salienta que os exercícios proporcionam uma queima calórica média de 600 calorias por hora, além de ser excelente para reduzir gordura corporal. Para os iniciantes, a recomendação é começar com atividades menos intensas. “Mesmo quem já faz algum esporte deve primeiro fazer os mais leves e aumentar a dificuldade aos poucos. A alimentação balanceada também é importante, principalmente, para quem deseja definir os músculos”, conclui.

O gerente de vendas Thomás Carneiro conheceu a calistenia há pouco mais de um ano. “Fiquei curioso quando vi um rapaz fazendo movimentos diferentes em uma barra. Pesquisei sobre os exercícios e me despertou interesse. Eu já fazia atividade física moderada e musculação, mas não estava me adaptando. Pratico a calistenia para definir o corpo e desde a primeira semana notei resultados. Treino cerca de uma hora pelo menos quatro vezes por semana”, conta.

Ele explica que o que mais chamou sua atenção na atividade é a liberdade dos movimentos. “A gente não fica só naquela repetição de exercícios da academia. Na calistenia sempre tem algo novo que deixa os treinos mais motivadores. A prática acontece a céu aberto na maioria das vezes, o que desperta a atenção de quem passa pelo local. Geralmente, as pessoas olham e querem saber mais. Tento incentivá-las a começarem no esporte”.

Daniel Amaro
Formado em jornalismo, Daniel tem 25 anos e possui experiência em assessoria de comunicação voltado para produção de conteúdo para web. Ama escrever sobre política, cultura, economia e saúde. É apaixonado por jornalismo investigativo e estudar inglês. É perseverante e adora desafios. Seu hobby preferido é viajar.