Home > Geral > Mineira é convidada para esculpir imagem de Santa Dulce dos Pobres

Mineira é convidada para esculpir imagem de Santa Dulce dos Pobres

Crédito: Bruno Batista/VPR

No último dia 13, o Brasil acompanhou a canonização da freira e religiosa baiana, Irmã Dulce. Na próxima semana, a população de Candeias, na Bahia, vai receber uma imagem elaborada em bronze e que homenageia a agora intitulada Santa Dulce dos Pobres. Feita pela artista plástica mineira Vânia Braga, a obra ficará em uma praça que leva o nome da nova santa.

Após a recuperação de um aneurisma rompido que, segundo os médicos, pode ser considerado milagre, a artista plástica se sente honrada e abençoada com o convite. “Foi uma surpresa que me trouxe muita felicidade”.

A obra vai substituir uma imagem em resina e retratar as ações caridosas da santa, que prezava por este tipo de inciativa. “O objetivo é apresentar a população um trabalho durável e moderno, além de celebrar o mês que é marcado pela sua canonização”.

Para esculpir a imagem, Vânia conta que pensou na forma como Irmã Dulce olhava e tratava as pessoas, principalmente as crianças e os necessitados. “No amor que ela tinha por todos e em seu pensamento marcante: ‘As pessoas que espalham o amor não têm tempo nem disposição para jogar pedras’”.

A artista plástica é responsável pelo planejamento e produção de relevantes obras presentes em Minas Gerais. As mais populares são as esculturas “Maternidade”, no Aeroporto Internacional de Belo Horizonte (Confins), a de “Chico Xavier” em Pedro Leopoldo, o monumento intitulado “Imigrante Libanês” em Teófilo Otoni, “Reminiscências da Infância” e o projeto “Eterna Modernidade”.

Vânia observa que o mineiro é um apreciador das artes. “Desde as igrejas com seus altares feitos por Aleijadinho até as obras modernas da Lagoa da Pampulha. Minas é um berço de grandes artistas e de um povo culto que valoriza a arte. O mineiro tem investindo, cada vez mais, em grandes leilões de arte”.

Trajetória

Filha do pintor Alberto Braga, Vânia nasceu em Pedro Leopoldo (MG) e começou sua carreira fazendo pinturas figurativas de cunho impressionista e abstrato. Mais tarde, se dedicou a área de escultura por influência do trabalho de Sônia Ebiling.

Ela diz ter carinho por todos seus trabalhos, espalhados pelo o país, mas que a escultura de Chico Xavier a marcou bastante. “Sou pedroleopoldense como ele e foi uma honra inaugurar essa obra na minha terra natal”.

Santa Dulce dos Pobres

Conhecida como Anjo Bom da Bahia, Irmã Dulce foi canonizada pelo Papa Francisco, em uma cerimônia no último dia 13, na Praça São Pedro, no Vaticano. Sendo assim, passa a ser chamada de Santa Dulce dos Pobres e é considerada pela sede do governo pontifico a primeira santa brasileira. Ela foi uma das religiosas mais populares do Brasil devido ao trabalho social prestado aos mais pobres, principalmente, na Bahia.

 

Nat Macedo
Belo-horizontina, 22 anos. Graduanda em jornalismo pelo Centro Universitário Estácio de Sá, fez cursos de Consultoria de Imagem e Design de Moda. Há 3 anos criou um blog voltado para o público feminino. Interessada em assuntos relacionados à minoria, gosta de dar visibilidade as pequenas causas voltadas a inclusão e empoderamento destes nichos.