Home > Destaques > “A Amazônia é o ar-condicionado da Terra”

“A Amazônia é o ar-condicionado da Terra”

Nos últimos dias o mundo se voltou para o Brasil. O motivo? A Amazônia está em chamas, a maior floresta tropical do mundo, com 5,5 milhões de km² de hectares, sendo 59% deles em solo brasileiro. Dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) revelam que o número de focos de queimadas já supera a média histórica para o mês de agosto dos últimos 21 anos, que é de 25.853. Até o dia 25 de agosto, 25.934 pontos de incêndio foram registrados.

A situação da floresta divide opiniões. Enquanto uns dizem que os índices de 2019 já batem recordes e que, atualmente, a Amazônia sofre o pior número de incêndios da história, outros afirmam que os dados são exagerados. Para o advogado e professor de Direito Ambiental e Urbanístico do Damásio Educacional Luiz Antônio de Souza é preciso olhar a situação com cuidado. “Muitos dizem que ela é o pulmão do planeta, não seria bem assim, mas podemos dizer que ela é o ar-condicionado da Terra, já que equilibra o clima e é importante nesse aspecto. A política de cuidar do meio ambiente precisa ser global e essa é uma questão urgente”.

As queimadas na Amazônia são comuns? De fato, as taxas de incêndio estão batendo recorde este ano?
A Nasa diz que 2019 é o pior ano de queimadas na Amazônia brasileira desde 2010 e que esses dados batem com os do Inpe. Mas, a própria Nasa também diz que é preciso um estudo para saber se as queimadas alcançaram ou não um recorde. Ainda não temos essa informação, não dá para confirmar, principalmente, porque o ano não acabou. Mas, é fato que as queimadas realmente estão acontecendo.

Existe uma explicação para essas queimadas? Já se sabe quem são os responsáveis pelo fogo?
Nesta época do ano é bem comum as queimadas devido à alta temperatura e baixa umidade. Existem especulações de que o desmatamento teria subido 67% em relação ao que vinha acontecendo. Por causa disso, o Ministério Público Federal (MPF) instaurou uma investigação para apurar as causas desse aumento e o que, de fato, desencadeou essas queimadas. A investigação está em aberto e, por isso, não há nenhum responsável indicado. Fala-se muito, mas o que aconteceu e fez o tema chegar a esse ponto apenas o MPF irá dizer.

Atualmente, os índices de desmatamento são preocupantes?
Mesmo com os dados ainda sendo levantados, a grosso modo, pode-se concluir que há um desmatamento muito grande no Brasil. E os índices dessa destruição são preocupantes, principalmente, porque houve um incremento nas taxas.

Quais podem ser as consequências climáticas com o desmatamento da Amazônia?
Existe uma expressão que muitos usam que diz ‘A Amazônia é o pulmão do mundo’. Várias instituições e estudos concluem que essa fala não corresponde à realidade. O oxigênio gerado na floresta é importante, mas estima-se que 55% do oxigênio do mundo seja produzido pelas algas marinhas e 25% por estepes, campos e pastos. Sendo assim, a Amazônia não seria o pulmão do planeta, mas podemos fazer uma analogia e dizer que ela é o ar-condicionado da Terra, isso porque ela equilibra e regula o clima, o que é muito importante.

Por que o mundo voltou sua atenção para o Brasil e as questões relacionadas à Amazônia?
Porque 60% da Amazônia está no Brasil, além disso, ela é a maior floresta tropical do mundo e a que mais detém biodiversidade. E ela é essencial para o combate do aquecimento global e essa é uma questão mundial. Mas, nesse ponto, é preciso frisar que não podemos esquecer que a população deve cuidar do meio ambiente como um todo e em qualquer lugar.

Como a população brasileira pode, efetivamente, contribuir para a diminuição da destruição da Amazônia?
É preciso refletir que nossa contribuição não deve ser só evitar para à destruição da Amazônia. Temos que cumprir o que está na Constituição de que a coletividade tem que proteger todo o meio ambiente. Isso não é só papel do poder público. Nós somos destinatários do meio ambiente, mas também somos atores de proteção.
É necessário focar na educação ambiental, que deve ser feita nas escolas a fim de conscientizar a todos. Outra maneira é criar associações de defesa do meio ambiente com efetiva participação da coletividade, exigindo dos dirigentes apoio a causa ambiental. Outro ponto-chave para o fim do desmatamento é refletir sobre o consumo. Devemos dar preferência a produtos sustentáveis com intuito de direcionar a produção para o sentido da sustentabilidade.

Quais são sanções ou medidas que outros países podem aplicar ao Brasil?
Efetivamente, seria possível uma sanção econômica, mas dentro do G7 já não há um consenso, visto que cada presidente tem uma opinião. Se formos analisar bem, esse acordo de livre comércio ainda é só uma intenção. Não está consolidado.

Nat Macedo
Belo-horizontina, 22 anos. Graduanda em jornalismo pelo Centro Universitário Estácio de Sá, fez cursos de Consultoria de Imagem e Design de Moda. Há 3 anos criou um blog voltado para o público feminino. Interessada em assuntos relacionados à minoria, gosta de dar visibilidade as pequenas causas voltadas a inclusão e empoderamento destes nichos.