Home > Opinião > Estados Unidos passa a exigir dados de redes sociais para emissão de visto

Estados Unidos passa a exigir dados de redes sociais para emissão de visto

O processo para solicitar um visto para viajar aos Estados Unidos é cheio de burocracias e exige bastante atenção. Quem pensa em pedir ou renovar o documento, deve ficar de olho nas novas exigências do Departamento de Estado Americano. A partir de agora também será obrigatório fornecer informações sobre as redes sociais ativas ou utilizadas nos últimos 5 anos. A medida vale para todos que vão turistar, trabalhar ou estudar.

Anteriormente, apenas candidatos que precisavam de uma avaliação adicional tinham essa obrigação. Segundo o governo americano, a mudança busca aumentar o controle de segurança sobre os solicitantes de visto. Para entender as principais razões, como a exigência afeta os novos pedidos de visto e como fica o processo de solicitação, o Edição do Brasil conversou com a advogada especialista em imigração Ingrid Baracchini.

Com a decisão, fica mais difícil conseguir o visto?
Na verdade, não muda muita coisa, pois sempre foi feito esse tipo de pesquisa. Isso já vinha acontecendo com algumas pessoas e agora passa a valer para todas. O processo ficará mais intenso e a ideia é evitar que as pessoas mintam para obter o documento. Essa medida também é uma forma de coibir que os visitantes possam morar nos Estados Unidos, uma vez que o Brasil enfrenta uma crise. Existe quem faça postagem sobre esse assunto e receba comentários dos amigos e familiares do tipo: ‘boa viagem’ e ‘vamos sentir a sua falta’. Isso leva a crer que a intenção não é o turismo.

Qual a punição para quem mentir ou omitir informações para obter o visto?
Quando você mente ou omite alguma informação é considerado fraude e a pena para este tipo de delito é vitalícia. Isso significa que a pessoa não pode solicitar nunca mais o visto de entrada aos Estados Unidos. A dica é sempre falar a verdade e não tentar omitir ou alterar nenhum dado. Muitos pensam que fazendo isso vão facilitar a obtenção do documento, quando, na verdade, vão apenas se prejudicar e fazer com que a imigração perca a confiança.

Qual é o tipo de visto mais requerido pelos brasileiros?
O de turismo é um dos mais solicitados, mas também houve um aumento nos pedidos de vistos para estudantes nos últimos 2 anos. O de trabalho também é requisitado, principalmente por brasileiros que possuem uma boa qualificação, mestrado, doutorado ou uma profissão interessante aos Estados Unidos.

Como é o processo para solicitação?
O primeiro passo é acessar a página ceac.state.gov, selecionar o consulado ou embaixada mais perto da sua cidade e iniciar o preenchimento do formulário DS-160. Esse processo é feito online e você deve ficar atento ao colocar todas as suas informações para não deixar nada em branco. Tudo deve ser escrito na língua inglesa. Também existe uma opção de tradução das perguntas para quem não entende o idioma.

Após completado, será necessário se cadastrar por meio do site ais.usvisa-info.com, informar o código de requerimento gerado ao final do formulário DS-160, além de alguns dados pessoais. Nessa página, o solicitante vai gerar um boleto ou efetuar o pagamento da taxa pelo cartão de crédito. O valor é de US$ 160, convertidos para reais de acordo com o câmbio do dia.
Ao constar o pagamento, o sistema permite agendar uma data no Centro de Atendimento ao Solicitante de Visto (CASV) para fazer uma fotografia e a coleta das digitais. Depois, também é preciso agendar a entrevista com o cônsul. São dois locais diferentes em que o requerente deve comparecer.

Como funciona a entrevista?
O correto é preparar uma pasta com todos os documentos que possam comprovar as informações inseridas no DS-160, bem como uma cópia impressa desse formulário. No dia da entrevista, o solicitante deve chegar com pelo menos 30 minutos de antecedência e não pode estar portando nenhum tipo de metal, pois não conseguirá passar pela porta giratória. Também não é permitido levar celular ou qualquer tipo de aparelho eletrônico.
No consulado, os funcionários vão verificar o formulário e passaporte e encaminhar o requerente para a entrevista com o cônsul. Eles podem fazer diversos questionamentos e decidir se aprovam ou não o visto. Esse processo dura em média 3 minutos.

O que é avaliado na hora de pedir um visto de turismo?
Basicamente, são três requisitos: ter motivos para viajar, razões para retornar ao Brasil e condição financeira. O pretexto da viagem tem que ser logístico para não parecer que a pessoa tem a intenção de ficar para trabalhar. Por exemplo, alguém que nunca saiu de seu país e escolhe passar uma semana em Boston. Como é uma cidade que não há atrativos turísticos, pode despertar desconfiança.
As razões para voltar são os vínculos como imóvel próprio, contas a pagar, emprego fixo, familiares, animais de estimação, etc. Por último, a questão da condição financeira. Por exemplo, quem ganha até R$ 28 mil por ano não precisa fazer declaração do imposto de renda. Porém, a pessoa disse na solicitação que recebe R$ 5 mil por mês, o que excede o valor em que não é preciso declarar. A imigração tende a pensar que pode ser uma fraude.

A maneira de se vestir influencia? Qual é a dica?
Simpatia e boa apresentação sempre contam pontos. A dica é se vestir adequadamente de acordo com a sua realidade e sem exageros. Por exemplo, a pessoa é professor e vai na entrevista usando terno e gravata. Arrumar demais o cabelo, fazer maquiagem e colocar salto alto para comparecer à entrevista também é desnecessário.

Caso o visto seja negado, a pessoa pode requerer novamente?
A imigração tem um sistema de segurança em que não é obrigada a informar o motivo da não aprovação. Eles têm o poder de conceder, negar ou cancelar de acordo com as suas convicções. Pode acontecer deles passarem alguma dica sobre os motivos de negação. Mas caso não consiga, a pessoa pode tentar outra vez e será feita uma nova análise. O processo tem que ser todo refeito e no formulário explicar se o visto já foi negado alguma vez. A taxa de solicitação não é devolvida quando o visto não é aprovado.

Tem alguma idade em que é mais difícil conseguir o documento?
Os jovens entre 18 e 24 anos têm uma dificuldade maior em conseguir aprovação. Aos 19 anos, eles estão começando a cursar uma faculdade e ter um emprego com uma renda baixa.  E esse cenário é desfavorável para solicitar um visto. Antes dos 18 anos é possível usar a renda dos pais como forma de comprovação.

Daniel Amaro
Formado em jornalismo, Daniel tem 25 anos e possui experiência em assessoria de comunicação voltado para produção de conteúdo para web. Ama escrever sobre política, cultura, economia e saúde. É apaixonado por jornalismo investigativo e estudar inglês. É perseverante e adora desafios. Seu hobby preferido é viajar.