Home > Destaques > Por que 21 milhões de brasileiros não conseguem parar de fumar?

Por que 21 milhões de brasileiros não conseguem parar de fumar?

O consumo de cigarro caiu 36% nos últimos 11 anos, segundo estudo do Ministério da Saúde. No entanto, estima-se que 10,1% da população brasileira ainda mantém o vício. Quem tem o hábito de fumar conhece bem os problemas e as graves consequências, sendo responsável por desencadear dezenas de doenças respiratórias, cardiovasculares ou até mesmo câncer. E mesmo com todos os riscos, muitas pessoas não abandonam o tabaco ou demoram a procurar por ajuda. Afinal de contas, por que é tão difícil parar de fumar?

Para o pneumologista Ronaldo Filgueira, a resposta é muito simples e está nos elementos usados na fabricação do cigarro. “Ele tem substâncias químicas que causam dependência. A principal delas é a nicotina, que quando entra em contato com o cérebro, causa uma sensação de relaxamento e prazer por alguns minutos. Mas essa é apenas uma falsa sensação”, explica.

Uma pesquisa realizada pela Fundação Para um Mundo Livre de Fumo, nos EUA, mostrou que 72% dos brasileiros já tentaram abandonar o cigarro e não tiveram sucesso. “Eles tendem a ficar nervosos, ansiosos, ter alguma alteração no sono e dificuldade de concentração sem a nicotina. É como se fosse um artifício para lidar com os momentos de tensão e estresse. E assim nunca conseguem colocar um ponto final no ciclo”.

O pneumologista diz que para conseguir parar tem que ter muita força de vontade. “Podem surgir dificuldades na primeira semana, mas o primeiro passo tem que ser dado. Essa decisão não pode ser tomada por impulso, porque aumenta as chances de não dar certo. A sugestão para motivar é escolher alguma data especial. Também é comum o paciente fazer várias tentativas até conseguir definitivamente, mas cada uma traz um aprendizado diferente”.

Ronaldo salienta que os usuários já conhecem as consequências do vício. “Além dos problemas de saúde, fumar causa envelhecimento precoce, deixa os dentes e a ponta dos dedos amarelados, mau hálito e cheiro forte nas roupas. Ninguém gosta de ficar perto de uma pessoa assim. Esse é mais um alerta que pode incentivar a largar o tabaco”, afirma.

Para quem não consegue parar por conta própria e precisa de auxílio, o SUS oferece tratamento para tabagismo em mais de 600 municípios de Minas Gerais, por meio do Programa Nacional de Controle do Tabagismo. Para saber quais Unidades Básicas de Saúde (UBS) possuem o serviço, basta acessar o site www.saude.mg.gov.br/tabagismo ou ligar no telefone 136. A página também contém informações sobre os malefícios do cigarro e materiais de apoio para uma vida mais saudável.

Foi pensando nos problemas de saúde que vinha enfrentando, devido ao uso do cigarro, que a auxiliar de escritório Ameliane Souza decidiu dar um basta no vício. “Vai completar 5 anos que parei de fumar. Me sinto muito mais disposta para fazer atividade física, coisa que antes me deixava sempre cansada ou com falta de ar. Aquele cheiro de cigarro impregnado nas roupas e no quarto também não existe mais”, relembra.

Ela conta que começou a fumar quando tinha 19 anos. “Achava bonito, sem falar na sensação boa que me dava. A família, principalmente minha mãe, sempre me alertou dos perigos. Fumei quase 20 anos, chegando a quase dois maços por dia. Ao longo desse tempo tentei largar a dependência três vezes, mas o máximo que consegui ficar sem o cigarro foram 3 dias”.

A quarta tentativa foi a que finalmente livrou Ameliane do tabagismo. “Os sintomas de abstinência são horríveis e dá uma vontade desesperadora de fumar. Fui resistente e logo tudo isso passou. Quando tinha vontade tomava um pouco de café ou ligava para alguém. Não precisei de nenhum tipo de medicamento”, conclui.

Daniel Amaro
Formado em jornalismo, Daniel tem 25 anos e possui experiência em assessoria de comunicação voltado para produção de conteúdo para web. Ama escrever sobre política, cultura, economia e saúde. É apaixonado por jornalismo investigativo e estudar inglês. É perseverante e adora desafios. Seu hobby preferido é viajar.