Home > Esportes > Ioga: conheça os benefícios e como praticar em casa

Ioga: conheça os benefícios e como praticar em casa

Praticar algum esporte está nos planos da maioria das pessoas que  buscam um estilo de vida mais saudável. O problema é que muitas não gostam de frequentar uma academia e preferem fazer exercício físico no conforto de casa. Uma das modalidades que vem crescendo o número de interessados é a ioga, contando com mais de 200 milhões de praticantes em todo o mundo, segundo estimativa da Unesco. Diversas celebridades como Gisele Bündchen, Madonna, Kate Hudson, Isis Valverde e Julia Roberts são adeptas da atividade.

De acordo com a especialista em ioga e meditação Maria Helena Braga, a prática da ioga é milenar e traz benefícios para a saúde física e mental, tanto de mulheres quanto de homens. “Os exercícios trabalham o corpo e a mente juntos e podem auxiliar no controle do estresse e ansiedade, melhora da postura, dores no corpo, equilíbrio, além de facilitar o emagrecimento. É possível perder uma média de 300 calorias em uma aula. Para aproveitar todas essas vantagens é recomendado pelo menos 3 meses de prática”.

Ela explica que a ioga pode ser praticada em casa. “Primeiro é necessário definir os objetivos que se espera alcançar. Existem alguns tipos de ioga que variam os movimentos. A mais comum é a chamada Hatha Ioga, focada no condicionamento físico, fortalecimento do corpo e aumento da flexibilidade. Essa é a mais indicada para quem pretende começar a praticar, pois são realizadas menos posturas e com uma intensidade menor”.

Na internet, há diversos vídeos disponíveis que ensinam as rotinas básicas que incluem uma sequência de aulas para iniciantes. “Tudo de forma gratuita e a pessoa pode assistir quantas vezes achar necessário. Podem surgir algumas dificuldades no início, mas é questão de tempo para dominar as posturas. O importante é respeitar seus limites”, afirma Maria Helena.

O local e os materiais para a realização da prática são importantes. Maria Helena orienta que a pessoa deve encontrar um espaço tranquilo. “O ideal é que seja um local fechado e silencioso para que a pessoa consiga se distanciar do mundo externo. Um dos itens essenciais é a esteira, uma espécie de tapete para não se machucar ao executar as posturas e que são facilmente encontradas em lojas de materiais esportivos. Não tem roupas específicas para a prática, mas sempre recomendo algo mais confortável para vestir”.

A especialista diz que cada pessoa tem a sua rotina. “Aprender os movimentos leva um tempo. Para quem está começando, dedicar-se às aulas três vezes por semana é o ideal. A medida em que for evoluindo, passe a se exercitar todos os dias. Cada sessão dura em média uma hora, mas caso não tenha todo esse tempo, qualquer minuto vale muito a pena e é benéfico”.

A auxiliar de marketing Mariana Toledo conheceu a ioga há cerca de 8 meses por incentivo de uma amiga. “Sempre quis iniciar alguma atividade física, mas por conta da rotina de trabalho e estudo sempre acabava ficando em segundo plano. Uma amiga me indicou buscar informações sobre o assunto. Encontrei várias aulas pelo YouTube e comecei a fazer aos fins de semana. Fui me apaixonado pela prática e passei a me exercitar todos os dias”.

Ela conta que o melhor é poder fazer as aulas sem sair de casa. “Às vezes chego em casa estressada e se eu tivesse que ir a uma academia, acredito que não teria disposição. A ioga me relaxa e traz uma sensação de paz. Dedico 50 minutos diários à atividade”, conclui.

Daniel Amaro
Formado em jornalismo, Daniel tem 25 anos e possui experiência em assessoria de comunicação voltado para produção de conteúdo para web. Ama escrever sobre política, cultura, economia e saúde. É apaixonado por jornalismo investigativo e estudar inglês. É perseverante e adora desafios. Seu hobby preferido é viajar.