Home > Saúde e vida > Aparelho dentário invisível ganha cada vez mais espaço

Aparelho dentário invisível ganha cada vez mais espaço

Crédito - Divulgação

Os dentes mal alinhados podem trazer sérias consequências para a saúde. Além disso, a estética incomoda quem possui a arcada mal posicionada e é um fator que leva bastante gente ao consultório odontológico. No entanto, o aparelho dentário comum tem perdido espaço para o invisível.

Chamado Invisalign, o produto desempenha as mesmas funções dos aparelhos convencionais, mas oferece imperceptibilidade, conforto e preservação da mucosa bucal ao longo de seu uso além de facilidade de remoção e alto índice de eficácia.

Segundo o cirurgião dentista Carlos Cordeiro, os alinhadores Invisalign são, atualmente, a melhor opção. “Eles unem a estética a uma velocidade de tratamento quando comparados aos aparelhos metálicos convencionais”.

As placas do aparelho são encaixadas e removíveis e, segundo o especialista, a dor é mais leve do que a do tratamento comum. “Hoje, a tecnologia permite que ele faça todos os tipos de correções. O aparelho é composto por uma sequência de placas transparentes que vão posicionando os dentes da maneira ideal”.

A rapidez no tratamento e a estética foi uma das coisas que mais atraiu a dona de uma empresa de comunicação Jussara Naves. “O tempo do aparelho comum me desanimou bastante, meus dentes estavam bem encavalados e com esse método eu precisaria de 7 meses para ter um resultado satisfatório”.

Jussara recorda como foi o período em que esteve tratando o sorriso. “Eu mudei a forma do aparelho de 15 em 15 dias de acordo com o desenvolvimento do meu dente. Foi algo prático, rápido e indolor”.

Relevância

Segundo o cirurgião dentista, alguns hábitos podem causar esse desalinhamento. “O uso da chupeta na infância, bruxismo e o ato de morder objetos são as principais causas externas. Mas, às vezes, os dentes se desenvolvem da maneira errada e fatores genéticos também podem contribuir”.

Cordeiro elucida que nem sempre o alinhamento incorreto dos dentes é algo visível. “Como eles não se tocam de forma perfeita, seja com maior intensidade de força ou com menor, às vezes a gente não nota que tem algo errado”.

Ele acrescenta que os dentes tortos podem deixar a higiene comprometida, afetando a saúde da gengiva e o surgimento de cáries. Pode também danificar a oclusão, respiração, fonética, etc. “Além disso, a mastigação e deglutição podem ficar prejudicadas e os dentes desgastados. O desalinhamento pode provocar dores de ouvido e cabeça, doenças periodontais, assimetria facial e alteração na pronúncia das palavras. Há também um mal estar psicológico e, em episódios mais graves, a pessoa pode perder o dente. Tem casos que precisam de cirurgias para correção, mas, na maior parte, o aparelho odontológico é a solução”, conclui.