Home > Colunas > Mais chances de efetivação

Mais chances de efetivação

Quem deseja começar 2019 com um novo emprego deve ficar atento, pois o momento é oportuno para quem procura uma vaga de trabalho. Com a chegada do fim de ano, o comércio já se prepara para o aumento do movimento nas lojas e das vendas. Para isso, tradicionalmente, abre vagas para empregos temporários e essa pode ser a chance para quem deseja ingressar ou voltar ao mercado de trabalho. Uma pesquisa realizada pela Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL/BH) apontou que entre os lojistas que irão reforçar suas equipes para o período do Natal, a maioria (50,4%) afirmou que existe grande possibilidade de efetivar os funcionários temporários. Apenas 24,4% responderam que a chance de contratação é muito baixa.

Ainda estamos com uma taxa de desemprego muito grande no país, por isso os profissionais devem aproveitar esta oportunidade para buscarem sua recolocação no mercado e quem sabe começar o ano com a carteira assinada. O alto percentual de empresas que consideram a efetivação dos temporários também é um sinal positivo. Isso mostra que os empresários enxergam um cenário melhor para 2019 e que podem aumentar seu quadro de funcionários.

Geralmente, o perfil solicitado dos candidatos para as vagas temporárias do comércio é que sejam pessoas com idade superior a 18 anos, que tenham disponibilidade de horário – inclusive finais de semana e feriados -, ensino médio completo, boa comunicação, simpatia e boa apresentação. Segundo o levantamento da CDL/BH, a maioria das vagas (69,5%) são para o cargo de vendedor. Para está função é imprescindível que o candidato seja comunicativo, desenvolto e simpático. Experiência prévia no varejo também pode ser considerada um diferencial.

Entre os empresários da capital que irão contratar funcionários extras para atender a demanda do melhor período de vendas do ano, os dos setores de supermercados e produtos alimentícios e os de tecidos, vestuário, armarinho e calçados são os que mais irão contratar. Estes segmentos serão responsáveis por 62,8% das vagas. Esses setores estão entre os que o movimento é maior no final do ano, por isso a necessidade de mais mão de obra. Em média, cada lojista deve contratar 3,5 empregados temporários.

Para garantir a vaga de emprego, os temporários devem demostrar proatividade e realizar um bom trabalho, mostrando interesse em cumprir suas tarefas. Pois, ainda de acordo com a pesquisa da CDL/BH, a falta de profissionalismo e responsabilidade dos temporários são as principais dificuldades enfrentadas pelos empresários na hora da contratação dos novos funcionários, conforme 42,7% dos entrevistados.

O empregado temporário deve saber aproveitar a oportunidade e demonstrar comprometimento com o trabalho, atendendo bem a clientela e fazendo boas vendas. Com isso ele aumenta suas chances de conquistar um emprego definitivo a partir de janeiro, como consequência de um trabalho temporário bem feito. Cada vez mais as empresas estão em busca de encontrar profissionais envolvidos, engajados e motivados. E durante o contrato temporário o trabalhador poderá mostrar todo seu potencial. Mesmo que a efetivação não seja imediata, porque na ocasião a empresa não precisa de uma nova contratação, ele será lembrado nas vagas que surgirem.

*Presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas
de Belo Horizonte (CDL/BH