Home > Geral > Multas por uso de celular aumenta 167% em um ano

Multas por uso de celular aumenta 167% em um ano

O celular está no nosso dia a dia, porém, algumas atividades não condizem com o uso desse aparelho e uma delas é dirigir. Entretanto, as pessoas ainda não compreenderam essa realidade. De acordo com números do Denatran, as multas para motoristas que usam o celular ao volante foi de 268,3 mil no primeiro semestre de 2018, aumento de 167% em comparação ao mesmo período do ano passado, quando foram contabilizadas 100,47 mil infrações desse tipo.

Além disso, uma pesquisa do Cesvi Brasil indica que, em média, o condutor fica quase três segundos sem olhar para a via quando usa o aparelho. Parece pouco, mas esse tempo é suficiente para causar acidentes graves, devido a mudança repentina dos semáforos, freada mais brusca do carro à frente ou até mesmo invasão da faixa ao lado.

Roberta Torres, especialista em saúde e segurança no trânsito, afirma que o principal motivo de acidentes e atropelamentos é a dispersão dos condutores. “Imagine que você esteja dirigindo a uma velocidade de 50 km/h e o WhatsApp apita. Você pega o celular para ver quem te mandou a mensagem. Só de fazer esse movimento gasta-se em torno de uns 3 segundos. A essa velocidade, o carro vai percorrer 42 metros sem você enxergar o que está acontecendo à sua frente. Praticamente cego. Só a título de comparação, isso dá quase meio campo de futebol no padrão Fifa. É muita coisa”.

Ela reitera que não é possível afirmar que existe uma faixa etária que cometa mais esse tipo de infração, pois não há dados que comprovem isso. “Se considerarmos que pessoas entre 18 e 34 anos estão mais envolvidas em acidentes, então podemos dizer que os jovens estão entre os que mais utilizam o celular enquanto dirigem. Mas isso pode variar de estado para estado”.

A especialista finaliza afirmando que é preciso investir em educação, engenharia e fiscalização para tentar diminuir os acidentes desse tipo. “É importante que o tema seja debatido dentro das autoescolas de maneira transversal. Precisamos melhorar a formação dos condutores”.

Penalidade
Desde 2016, o Código de Trânsito Brasileiro passou de média a gravíssima as infrações por uso de celulares. Com isso, o condutor recebe 7 pontos na CNH e paga multa de R$ 293,47. Além dessa infração, há outras que também são práticas comuns dos motoristas e consideradas gravíssimas, como não utilizar o cinto de segurança e se distrair trocando o canal de rádio.

A autônoma Andressa Rodrigues foi uma das pessoas pegas usando o celular enquanto dirigia. Ela conta que foi multada quando estava indo buscar os sobrinhos na escola no bairro Padre Eustáquio, na região Noroeste de Belo Horizonte. “Nem lembro o que aconteceu direito, só sei que a multa chegou na minha casa e o meu marido brigou comigo”, relembra.

Andressa relata que tentou recorrer para não pagar a infração, mas o Detran não aceitou o recurso. “Agora não tem jeito, vou ter que desembolsar esse dinheiro”, finaliza.