Home > Esportes > Capital mineira tem 409 Academias a Céu Aberto

Capital mineira tem 409 Academias a Céu Aberto

Engana-se quem pensa que para entrar em forma é necessário gastar dinheiro. Desde 2009, a Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Secretaria Municipal de Esportes e Lazer (SMEL), está implantando na cidade as Academias a Céu Aberto. Por meio do programa, vários aparelhos de ginásticas são instalados em praças e parques para que a população possa se exercitar ao ar livre sem pagar nada. Segundo dados da SMEL, atualmente há 409 unidades, espalhadas nas nove regionais, com público médio de 6.512 pessoas por dia.

Um dos frequentadores das Academias a Céu Aberto é o aposentado José Cupertino Gonçalves, 65 anos. Ele começou a usar os aparelhos do programa há um ano e afirma que faz os exercícios para ter uma vida mais saudável. “Outros fatores que pesaram para eu começar com a atividade foram a proximidade e a gratuidade”.
Além da ginástica na praça, José participa de um projeto da Associação Cristã de Moços (ACM/YCMA) chamado Melhor Idade. No local, ele faz alongamento, hidroginástica, meditação, yoga, com acompanhamento profissional. Além disso, também pratica caminhada e bicicleta ergométrica. “Minha saúde melhorou. Consigo respirar melhor, tenho mais disposição e meus exames melhoraram”.

Dois lados
A educadora física Camila Luchetti afirma que as vantagens das Academias a Céu Aberto é ter um espaço público onde qualquer pessoa, a qualquer momento e sem custo algum possa usufruir dos equipamentos. “De fato esses espaços são um convite a se exercitar: ambientes verdes e arborizados, variedade de aparelhos coloridos que despertam a curiosidade de quem passa. Além disso, ele contribui com o combate ao sedentarismo e auxilia na promoção de saúde e bem-estar da população”.

Entretanto, a profissional reitera que há riscos na prática dessas atividades físicas sem o acompanhamento de um profissional. “Sem dúvida, eles contribuem para tirar pessoas de suas casas e iniciarem uma vida menos sedentária, porém, qual é a qualidade das atividades e dos movimentos realizados nesses locais? O fato é que exercícios mal executados ou realizados em doses excessivas podem provocar lesões, fazendo o objetivo de busca pela saúde ficar cada vez mais longe, uma vez que dores decorrentes de atividades podem começar a surgir”.

Camila afirma que toda vez que passa por praças ou parques, que possuem esse tipo de aparelhos e vê pessoas fazendo atividades, procura ajudá-los a fazer o movimento da maneira correta. “A população brasileira, infelizmente, não tem uma base sólida na educação física escolar e, em geral, os adultos não tiveram vivências para ter autonomia quando se fala em atividade física. Ter a orientação e o acompanhamento de um bom profissional contribui para segurança de quem executa”.

A educadora finaliza dizendo que quem pratica exercícios nesses locais deve prestar atenção, principalmente, na postura. “Uma boa dica é imaginar que há no topo da cabeça um fiozinho sutilmente lhe puxando para cima. Isso faz com que você se mantenha vertical, aumentando espaço para entrada do ar e diminuindo as compressões, sobretudo, na coluna. Lembre-se, quando estamos falando de saúde, todo cuidado é pouco!”.

Conheça as funções dos equipamentos disponíveis nas academias:
Simulador de cavalgada: Aumenta a mobilidade dos membros inferiores e desenvolve a coordenação motora.

Esqui: Aumenta a flexibilidade dos membros inferiores, quadris e membros superiores e melhora a função cardiorrespiratória.

Alongador: Alonga articulações dos membros superiores, cintura escapular, tronco e cintura pélvica.

Multi exercitador: Fortalece, alonga e aumenta a flexibilidade dos membros superiores e inferiores.

Rotação dupla diagonal e rotação vertical: Fortalecem os membros superiores, melhora a flexibilidade das articulações dos ombros e aumenta a mobilidade das articulações dos ombros e dos cotovelos.

Simulador de remo: Fortalece a musculatura das costas e ombros.

Pressão de pernas: Fortalece a musculatura das coxas e quadris, melhora a flexibilidade e a agilidade dos membros inferiores, quadris e região lombar.

Rotação vertical triplo: Fortalece os membros superiores e melhora a flexibilidade das articulações dos ombros.

Pressão de pernas tripla: Fortalece a musculatura das coxas e dos quadris.

Supino: Fortalece os grupos musculares dos peitorais e ombros e articulações dos ombros e braços.

Para encontrar uma unidade perto da sua casa, acesse o site: prefeitura.pbh.gov.br/ Fonte: PBH