Home > Geral > Startup mineira é eleita a melhor do ano 2018

Startup mineira é eleita a melhor do ano 2018

Crédito: Arquivo Pessoal

O Estado  é reconhecido por ser um dos principais polos em inovação e tecnologia do país. Dados do último Censo Mineiro de Startups apontam que por aqui já existem 1.050 startups, dentre elas a Midhaz, premiada como melhor do ano pela Associação Brasileira de Comércio Eletrônico. O empreendimento recebeu o Prêmio ABComm de Inovação Digital 2018, considerado pelos profissionais do setor o  “Oscar do e-commerce nacional”.

Acelerada pelo Acelera MGTI, a startup faz um link entre fabricantes, revendedores e cliente final por meio de dropshipping – quando a entrega e estoque de produtos ficam por conta de uma outra empresa. Na Midhaz, a pessoa pode criar sua loja virtual com investimento baixo. “Ela paga uma taxa única de adesão e seu negócio está no ar. Temos vários fabricantes: cerveja, sapato, roupa etc. Eles colocam o produto no nosso catálogo, e quando o lojista compra conosco, avalia qual faz sentido para ter em sua loja”, explica um dos sócios Henrique Meireles.

Tudo é feito de maneira instantânea e sem burocracia. Os funcionários da Midhaz asseguram de que o fornecedor é confiável, assim como seu produto de boa qualidade. “Quando acontece a venda, o lojista recebe o dinheiro na conta e nós ficamos responsáveis pela entrega”.

Ideia

 A Midhaz tem apenas 6 meses, mas a ideia surgiu em 2016, com a empresa de um dos sócios, Moyses Mattar. “O serviço era fechar eventos com comissões de formatura. Mas comecei a acompanhar quais pessoas estavam vendendo os ingressos das festas e pensei em estender já que a demanda foi grande, pois muita gente viu uma maneira de conseguir grana extra sem muito investimento”, explica.

 Ele percebeu que a ideia seria viável e pensou então em oferecer os produtos que a pessoa tivesse mais afinidade. “Começamos a validar a ideia e, em setembro de 2016, surgiu a Midhaz. Em janeiro do ano seguinte começamos a pré-venda, mas tivemos um enorme contratempo terceirizando o software. Em setembro de 2017, mudamos para nosso escritório e  iniciamos o projeto de desenvolvimento interno. E até fevereiro deste ano tivemos 100 vendas. Em março, a plataforma ficou pronta e já foram cerca de 100 lojas no mês passado e abril mais 100. Nossa meta é dobrar, estamos crescendo mais de 100% ao mês”.

As metas movem a equipe. “Traçamos planos o tempo todo. Antes o objetivo era ter 16 funcionários, agora estamos com vaga aberta e a meta é 23. Depois vamos aumentar. Corremos atrás a todo o momento para alcançar o que pretendemos”.


Empreendedorismo

Segundo os sócios, para iniciar uma startup é necessário estudar sua ideia. “Nós temos como um dos objetivos mostrar para o brasileiro que o empreendedorismo é algo presente no nosso dia a dia. Se está calor e você precisa de grana extra, pode revender água mineral. Isso é empreender e, para isso, é preciso estudar sua ideia, fazer o planejamento e coloca em prática”.


O prêmio

A startup deu tão certo que recebeu o ABComm de Inovação Digital sem que os sócios tivessem se inscrito ao prêmio. “Levamos um susto, uma pessoa comentou com a gente sobre a votação, quando fomos ver já estávamos na reta final. Nunca passou pela nossa cabeça ganhar, quase nem fomos à premiação. Foi uma surpresa boa e importante para o empreendimento. Isso dá credibilidade ao nosso negócio”, recorda o sócio Lee Disney.