Home > Educação e cultura > Maioria dos jovens universitários arcam com despesas da graduação

Maioria dos jovens universitários arcam com despesas da graduação

Acordar às 6h para ir trabalhar, almoçar 12h, sair do serviço às 18h, correr para a aula que começa às 19h e só chegar em casa às 23h30. Dormir? Só se der tempo! Essa é a rotina de inúmeros estudantes do ensino superior no Brasil. Dados da Companhia de Estágios apontaram que, dos 74,4% de alunos que estudam em instituições particulares, apenas um quarto não precisa arcar com os custos de seus estudos.

O levantamento mostrou ainda que a faculdade e/ou cursos comprometem um terço da renda de 21% dos alunos, enquanto que para outros 20%, os gastos consomem mais da metade do orçamento mensal. Porém, para conseguir conciliar trabalho e estudo, o aluno precisa aprender a driblar a exaustão.

De acordo com a psicopedagoga e uma das fundadoras do Instituto Saber, Luciana Brites, essa rotina atarefada pode afetar no rendimento do aluno. “Geralmente, o estudante que trabalha o dia inteiro, além de pagar a faculdade, ajuda nas despesas de casa e, isso por muitas vezes, é uma preocupação para ele. Essa é a realidade da maioria dos jovens brasileiros”.

Ela acrescenta que há uma dificuldade das instituições de entender essa rotina e que isso reflete na formação do aluno. “A sensibilização de como é o dia a dia do jovem é um fator importante. Muitas vezes os professores pedem trabalhos descontextualizados do cotidiano deles. O que reflete no fato de muitos universitários, após se formarem, chegarem no mercado de trabalho sem saber exercer a função”.

Para ela, seria mais sensato que os profissionais priorizassem a qualidade do trabalho. “É necessário a utilização do espaço da faculdade com trabalhos que façam a diferença na prática acadêmica. Menos quantidade e mais qualidade a fim de melhorar o engajamento do jovem dentro da instituição”.

Rotina é saudável

Diferente do que muitos pensam, na hora de otimizar o tempo, criar uma rotina é ideal. “Ela estrutura e organiza o nosso dia. A pessoa precisa criar um costume em relação aos seus horários. Para isso, é essencial que ela entenda seu ritmo e não se force”.

Um outro ponto primordial se refere ao sono. “A qualidade do descanso interfere muito na memória, humor e produtividade. Muitos jovens tentam finalizar tarefas quando chegam da faculdade e isso acaba diminuindo o tempo de sono, mas essa pausa é importante”.

Dicas para ser produtivo
Beba água. Nosso corpo funciona melhor quando hidratado.
Entenda seu estilo de aprendizagem: como você grava melhor o conteúdo?
Evite o uso de energéticos
Tente não acumular trabalhos e tarefas. Se possível, adiante algumas.
Aos fins de semana, intercale o tempo de estudo com o lazer e descanso.

Vai valer a pena
Formada há 4 anos, a analista em Recursos Humanos Carolina Costa recorda o tempo em que viveu a rotina de estudar e trabalhar. “Quase todos os dias eu chegava atrasada, porque meu trabalho era longe da faculdade. Era cansativo e por muito tempo eu pensei em desistir. Mas fui respirando fundo, pois sabia que o diploma era essencial, além disso, a graduação era um sonho”.

Hoje, trabalhando na área em que se formou, Carolina diz que valeu a pena todo o esforço. “Passei por muito aperto para conseguir bancar tudo. Mas, hoje, poder exercer o que gosto e tenho aptidão, é muito importante para mim. Me sinto completa. Ainda me lembro do dia da minha colação de grau, quando vi que tinha chegado onde nem eu mesma pensei que conseguiria. Foi muito gratificante”.

A estudante Ana Luisa Cardoso, que está no último período do curso de nutrição, espera ansiosamente por esse momento. “Foram longos 5 anos. Muito trabalho e dedicação para conseguir conciliar tanta coisa ao mesmo tempo. Mas, agora, estou na reta final e não vejo a hora de ter as portas do mercado abertas para mim e de exercer a profissão que escolhi e que aprendi a amar”.

Nat Macedo
Belo-horizontina, 22 anos. Graduanda em jornalismo pelo Centro Universitário Estácio de Sá, fez cursos de Consultoria de Imagem e Design de Moda. Há 3 anos criou um blog voltado para o público feminino. Interessada em assuntos relacionados à minoria, gosta de dar visibilidade as pequenas causas voltadas a inclusão e empoderamento destes nichos.