Home > Colunas > Quem sabe, sabe

Quem sabe, sabe

Como todos sabem, sem o árduo trabalho dos agentes de viagens com certeza muitos dos roteiros turísticos (nacionais e internacionais) não existiriam (…). Acontece que os agentes (…), estão sofrendo represálias, e porque não dizer, traídos por várias companhias aéreas, as quais, sorrateiramente e de maneira desleal, acabam adotando práticas que alijam os agentes de viagens do mercado, pois disponibilizam a venda de passagens – por valores inferiores ao de mercado – e, o que é pior, muitas vezes concedendo descontos absurdos. O exemplo mais recente disso veio através das Latam. Ela publicou em seu canal eletrônico um anuncio com o seguinte teor: “Olá … Só no site latam.com e nas lojas Latam Travel, você compra suas passagens com vantagens. E para você aproveitar muito mais benefícios, oferecemos um desconto exclusivo para comprar em nossos canais: voe para Belém (BEL) com até 20% de desconto, saindo de qualquer cidade do Brasil. Para voar de 9/3/18 a 10/05/18”. Desse modo, caracterizada a prática desleal e a flagrante afronta aos princípios comerciais que devem nortear as relações comerciais, particularmente aquelas que devem prevalecer entre os chamados “parceiros de negócios”, aliado ao fato de que, no mínimo, deve prevalecer ética e respeito concorrencial é que nos causa espécie em saber que uma companhia aérea internacional do quilate da Latam, a qual se arvora no direito de adotar práticas comerciais, mediante anuncio em seu sítio eletrônico, conclamando aos consumidores para que adquiram passagens áreas diretamente naquele canal eletrônico, em flagrante desrespeito e prejuízo ao trabalho que é feito por mais de 25.000 agentes de viagens espalhados pelo território nacional é que leva a Fenactur, como Entidade Sindical Nacional, legítima representante das Agencias e Agentes de Viagens Nacionais, a se posicionar, deixando claro que não compactua com tamanha atrocidade, para não dizer outra coisa. Diante de tamanha afronta só nos resta conclamar a todos os agentes de viagens para que deixem de vender passagens da Latam, afinal de conta existem outras companhias aéreas que cobrem os mesmos os destinos ofertados por ela. Vamos reunir forças e demonstrar, não só a importância do trabalho dos agentes de viagens, mas, também, a necessidade de respeito à lealdade concorrencial e a tão propalada “parceria comercial”. Nesse contexto, a Fenactur, como entidade nacional que congrega 25 (vinte e cinco) sindicatos de turismo, espalhados por todo o território nacional, os quais, por sua vez, representam todos os agentes e agências de viagens brasileiros, não poderia deixar de se pronunciar e tampouco condescender com tamanha ofensa ao livre exercício da atividade empresarial dessa grandiosa classe econômica, impondo-se, em consequência a adoção de medidas extremas (como a ora sugerida), até que a mencionada Cia Aérea reveja o seu posicionamento e adote mecanismos que não mais prejudiquem os agentes e agencias de viagens. Fica aqui, portanto, a nossa indignação com tão vergonhosa intenção de beneficiamento indevido, em detrimento dos demais setores da economia nacional. São Paulo, 05 de Março de 2018. Michel Tuma Ness – Presidente da Fenactur.

CANAL ABERTO

MEI também é alternativa. Além da opção de abrir uma empresa tradicional é possível optar pela modalidade de Microempreendedor Individual (MEI), com receita bruta anual de até R$ 81 mil.

Irmãos ganham exposição em BH. O trabalho dos irmãos e artistas mineiros Nello Nuno e Eliana Rangel ganha destaque na exposição “Construções Afetivas”, que estreia nas geladeiras da casa Fiat de Cultura, na Praça da Liberdade. A mostra fica em cartaz até 6 de maio, com entrada gratuita.

Golpe da carta. A Receita Federal alerta para um novo golpe: o contribuinte recebe, por carta, uma intimação para regularização de dados cadastrais. A correspondência indica um endereço eletrônico falso para que a correção seja feita. A orientação é que, caso receba esse tipo de correspondência, ela seja destruída.

Caixa de Assistência dos Advogados (CAA). O presidente da CAA, Sergio Murilo Braga, vem desenvolvendo um excelente trabalho a frente da instituição. Talvez, o advogado inscrito na OAB-MG não conheça e nem usufrua das vantagens que a CAA oferece. Os benefícios sociais contemplam advogados que passam por dificuldades momentâneas.