Home > Educação e cultura > Cresce a procura pelo curso de mandarim nas escolas de idiomas

Cresce a procura pelo curso de mandarim nas escolas de idiomas

A China está se tornando, a cada dia, um grande parceiro comercial do Brasil. Uma prova disso é que, em 2017, a balança entre as duas nações gerou saldo comercial positivo: US$ 17.655 milhões, valor 60% maior do que o ano anterior. Isso fez com que o país asiático se tornasse o maior mercado de produtos brasileiros.

Devido a esses fatores econômicos, abriu-se um espaço no mercado de trabalho que ainda não existia para pessoas que falam mandarim e a procura por esse curso também aumentou. “Além da questão financeira, a cooperação bilateral tem crescido em outras áreas, como ensino, pesquisa e cultura. Tudo isso demanda um número crescente de profissionais que dominem a língua, seja para trabalhar nas empresas chinesas que se instalam no Brasil, atuar nas brasileiras que vão para a China ou para participar desses projetos. Profissionais de todas as áreas e que falam mandarim tem uma enorme vantagem”, explica o professor do Instituto Confúcio, na Unesp, Luís Antonio Paulino.

Médias salariais mais altas

Idioma Salário médio
AlemãoR$ 3.158
ChinêsR$ 2.639
EspanholR$ 2.381
InglêsR$ 2.266

Idiomas mais requisitados

Idioma Número de vagas
Inglês 12.805
Espanhol 1.945
Francês806
Italiano244
Alemão157
Japonês143
Chinês134

Fonte: Adzuna

Ademais, Luís afirma que as dificuldades de se aprender mandarim é semelhante a de qualquer outro idioma. “São necessários dedicação e disciplina. Por ser uma língua que não usa o alfabeto romano, como as demais línguas ocidentais, alguns acham que é muito mais difícil aprender. Mas isso não é verdade. A gramática é simples. Os verbos, por exemplo, não têm conjugação, o que facilita muito o aprendizado. Naturalmente, é necessário aprender o significado dos caracteres, mas isso não é tão caótico como aparenta. Eles obedecem um certa lógica que facilita muito a sua memorização. É um processo quase mnemônico”.

O estudante Lucas Chagas está aprendendo mandarim. Ele conta que a oportunidade de conhecer o idioma surgiu quando ingressou no mestrado na Universidade de Pernambuco (UPE), que tem convênio com um instituto que oferece aulas gratuitas. “Estou achando bem difícil. É muito diferente, pois tem que aprender a falar e escrever. Tem que estudar bastante, mas estou gostando”.

Atualmente ele está no nível intermediário e espera junho para fazer um intercâmbio para China. “Se as minhas notas estiverem boas, vou para lá”, brinca.

Inglês ainda é o idioma universal

1º) Inglês 4º) Alemão7º) Japonês
2º) Espanhol5º) Árabe8º) Português
3º) Mandarim6º) Francês

Fonte: Blog Una

Apesar do mandarim ser uma das línguas mais falada do mundo, o inglês é ainda o idioma universal. “Diferente do que se especulava há quase 10 anos, não se tem mais a expectativa de que o mandarim seja uma língua universalmente falada de modo a reger o mundo globalizado, especialmente o dos negócios. O inglês permanece firme no papel de universalizar o diálogo entre diferentes países. As multinacionais de origem chinesa exigem em seus processos seletivos, de vagas gerenciais, o idioma considerando que isso facilita e otimiza a interação. Mas o mandarim jamais será determinante na exclusão de um processo se comparado à língua inglesa”, explica o psicólogo, life coach e professor da Faculdade FADISP, Luiz Francisco Júnior.

Ele acrescenta que, como no caso de qualquer outra língua, o que pode tornar o mandarim imprescindível é sua solicitação prévia por parte do contratante. “Por se tratar de um idioma diferente do português, exige maior dedicação em função da grafia e da fonética que podem ser classificadas como desafiantes. Assim sendo, estar num nível intermediário ou avançado, ainda que não de fluência, pode ser um grande diferencial em processos seletivos, até mesmo nos que não têm essa exigência”.

O curso de mandarim tem uma duração média de 4 anos e o investimento mensal é de aproximadamente R$ 140 por mês. Em Belo Horizonte, ele pode ser encontrado na Wizard, Huawen Centro de Cultura e Língua Chinesa, Escola de Mandarim – Xue Ju e Luziana Lanna Idiomas.

No YouTube há o canal Xiao Mandarim que disponibiliza aulas de mandarim online e gratuitas. Acesse: