Home > Saúde e vida > Áudio relata mortes de pacientes que foram vacinados contra a febre amarela no Felício Rocho

Áudio relata mortes de pacientes que foram vacinados contra a febre amarela no Felício Rocho

Está sendo compartilhado nas redes sociais um áudio no qual uma pessoa relata possíveis mortes decorrentes da febre amarela no Hospital Felício Rocho. O que alarmou a todos foi o fato das pessoas terem contraído a doença mesmo tendo tomado as duas doses indicadas da vacina preventiva.

No áudio, é possível ouvir uma pessoa dizer que os médicos não sabem o que fazer e que a recomendação é evitar áreas rurais de Caeté e Nova Lima, além da proteção com repelente. A autora do áudio relata ainda que, dos 15 casos, seis estavam vacinados e seis foram a óbito. Ouça a seguir:


Parecer
O Hospital enviou, por meio de sua assessoria, um comunicado a imprensa. Contudo, não confirmou a veracidade do áudio. Confira: O Hospital Felício Rocho, em face da excelência do seu corpo clínico, de sua estrutura para tratamento de alta complexidade, e de seu cuidado assistencial amplo e criterioso foi referenciado pelo Ministério da Saúde para tratar os casos graves de febre amarela, com indicação de transplante hepático.

Desde janeiro foram realizados seis transplantes no Estado de Minas Gerais, dos quais quatro pelo serviço de transplante da instituição, todos pelo Sistema Único de Saúde.

O Hospital Felício Rocho é o maior centro transplantador de Minas Gerais e reafirma o seu pioneirismo sendo uma das primeiras instituições a realizar com sucesso o procedimento para tratamento de hepatite fulminante por febre amarela.