Home > Colunas > Viva o retrocesso…

Viva o retrocesso…

Relendo a tabela de jogos do Campeonato Mineiro é muito fácil constatar erros absurdos de avaliação. Muitas coisas não dependem mais dos clubes, nem da Federação Mineira, mas marcar dois jogos para o mesmo dia no Independência, sendo um deles o superclássico Atlético X Cruzeiro, chega às raias do absurdo.

O jogo, no dia 4 de março, está programado para às 11h. À tarde joga o América, no mesmo local, contra o Democrata de Valadares. Não seria mais lógico uma inversão? Outra coisa, não menos importante: o Atlético insiste em perder dinheiro jogando no Horto e até aquela mística de que o estádio ganha jogo já não existe mais.

Imagine o superclássico com novidades dos dois lados, num grande palco, para 40 ou 50 mil pessoas, domingo à tarde. Imagine esse jogo no Independência, 11h. É de doer.

A temporada é muito boa em programação esportiva e cabe aos clubes pensar de maneira ampla, voltando ao grande palco da Pampulha. É certo que o Mineirão precisa de uma readequação para atender melhor a torcida, discutindo em alto nível o que é necessário, e pode melhorar atacando dois pontos importantes: trânsito e estacionamento.
O novo presidente do Atlético, Sérgio Sette Câmara, já revelou a intenção de mudar a filosofia da entidade em muitos aspectos e está enxergando a realidade do clube sem distorções.

O Galo e o Cruzeiro estão com passivos enormes e criando um vácuo gigantesco entre receita e despesa. Vai dar errado. Os clubes são obrigados a apresentar o balanço de cada ano, e isso deve estar sendo preparado para divulgação.

Prestem atenção no buraco em que estão metidos os nossos principais clubes. Voltando ao início: Atlético e Cruzeiro no Independência, 11h de domingo? Ainda dá tempo de mudar.

*Presidente da Rede Itatiaia de Rádio