Home > Economia > 13º vai injetar R$ 200 bi na economia brasileira

13º vai injetar R$ 200 bi na economia brasileira

Para quem está com déficit no orçamento familiar, a chegada do 13º salário pode ser uma alternativa para colocar as contas em dia e encarar 2018 sem preocupações financeiras. O Dieese estima que até dezembro R$ 200 bilhões deverão ser injetados na economia brasileira com o pagamento do benefício. O montante representa aproximadamente 3,2% do Produto Interno Bruto (PIB). Cerca de 83,3 milhões de brasileiros serão beneficiados com um rendimento extra de, em média, R$ 2.251.

A pesquisa da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas, Administrativas e Contábeis de Minas Gerais (Ipead/UFMG) apontou que liderando a lista de funções do dinheiro extra está a quitação de contas, com 25%. Em segundo lugar, aparece a opção poupar para outros fins (23,15%), seguido de compras de Natal (12,04%), pagar impostos (11,11%) e viajar (8,33%).

O levantamento também indicou que a confiança do consumidor belo-horizontino cresceu devido a chegada desse montante. Neste ano, 51,43% dos entrevistados disseram que tem direito ao recebimento do 13º ou gratificação similar, aumento de 0,95% em relação ao ano passado.

Saiba
O 13º salário garante que o empregado receba, no mês de dezembro, uma gratificação salarial no valor adicional de uma remuneração, independentemente daquela que já faz jus ao mês trabalhado. O benefício está previsto na Constituição Federal de 1988 como um direito do trabalhador urbano e rural, inclusive o doméstico e o avulso (que presta serviço a diversas empresas).
Quem recebe: Todo trabalhador com carteira assinada, sejam domésticos, rurais, urbanos ou avulsos, a partir de 15 dias de serviço.
Pagamento: O 13º deve ser proporcionalmente ao tempo de serviço do empregado na empresa, considerando-se a fração de 15 (quinze) dias de trabalho com mês integral, em duas parcelas, a 1ª parcela a título de adiantamento, o equivalente a 50% do salário deve ser pago entre os meses de fevereiro a novembro ou por ocasião das férias quando solicitado em janeiro; a 2ª parcela obrigatoriamente até o dia 20 de dezembro. Caso o empregado não solicite o pagamento da 1ª parcela, o pagamento será efetuado no mês de novembro obrigatoriamente.

Fonte: Sebrae

Para a assistente administrativa Daniela Almeida, a quantia proveniente do 13° será mais que bem-vinda. A empresa em que trabalha divide o valor em duas parcelas para seus funcionários e ela conta que pretende tirar carteira. “Minha pauta vence em fevereiro e estava ansiosa para a chegada desse valor para concluir”. Daniela diz ainda que precisa fazer uma reforma em casa.

Retomada do consumo
A pesquisa de Intenção de Consumo das Famílias (ICF), da Fecomércio MG, mostra que após 5 meses o índice voltou a subir, atingindo 73,3 pontos. Mesmo abaixo do nível de satisfação (100), esse dado indica uma melhora substancial na confiança do belo-horizontino em relação ao cenário econômico e a pretensão de compras nos próximos meses, pois a perspectiva de consumo – um dos 7 índices avaliados na pesquisa – subiu para 70,3 pontos, ou seja, 7,9 pontos a mais que no mês anterior.

A analista de pesquisa da Fecomércio MG, Elisa Castro explica que esse avanço nos índices e a perspectiva de melhora para estes dois últimos meses do ano são devido a vários incrementos. “Temos duas datas comemorativas: Black Friday e o Natal. Além disso, há o acréscimo na renda familiar, proveniente do 13° e do adiantamento do PIS, que trouxeram sinais de melhora para o ICF”.

Ela diz que os indicadores da economia, como a inflação controlada e as taxas de juros em redução fazem com as famílias acabem consumindo mais. “Na análise do ano, tivemos altas e baixas com o ICF, um dos motivos do seu recuo foi o cenário político no primeiro semestre, agora em outubro houve uma retomada por meio da melhora de emprego, índices econômicos e a proximidade com o final de ano”.

Ariane Braga
Apaixonada por animais, mercado econômico e educação. Tem 29 anos, graduou-se em jornalismo e cursou MBA em marketing na Unopar. Tem experiência de mais 8 anos na área de comunicação e marketing, com a elaboração de projetos, assessoria de imprensa, redação e edição de jornais e revistas, planejamento e monitoramento de mídias sociais, comunicação interna e fotografia.