Home > Colunas > Cruzeiro, o grande campeão!

Cruzeiro, o grande campeão!

O dia 27 de setembro de 2017 marcou mais uma vez as páginas heróicas e mortais do Cruzeiro Esporte Clube. O time celeste chegou ao quinto título da Copa do Brasil ao vencer o Flamengo nos pênaltis por 5 a 3. No tempo normal, as duas equipes empataram em 0 a 0 – o confronto de ida havia terminado 1 a 1.

A partida teve lances emocionantes, mas nenhum dos goleiros tiveram muito trabalho. No fim das contas, o Flamengo teve mais posse, volume e criou as duas chances mais claras de gol da final, ambas com Guerrero, com uma falta que explodiu no travessão e uma finalização que parou em Fábio. No entanto, quem teve mais oportunidades foi o Cruzeiro, que poderia ter marcado em quatro jogadas, mas viu faltar capricho em todas. Se existe um ditado clássico do futebol diz que “o medo de perder tira a vontade de ganhar”, a frase poucas vezes coube tão bem em uma final da Copa do Brasil. Até por isso, a final entre Cruzeiro e Flamengo foi decidida apenas nos pênaltis, após 90 minutos de muita emoção.

E na disputa de pênaltis, brilhou a estrela de Fábio. Todos os cobradores celestes foram eficientes, enquanto Muralha manteve seu histórico ruim nesta situação e sequer conseguiu acertar os cantos das cobranças. No entanto, se o goleiro flamenguista não foi bem, o cruzeirense, como de costume, foi histórico.

Jogador que mais vezes vestiu a camisa do Cruzeiro na história, Fábio, que já tinha sido vital na semifinal contra o Grêmio e pegou o chute de Guerrero nos minutos finais, defendeu a penalidade de Diego, sendo fundamental para a conquista celeste, depois confirmada com o gol de Thiago Neves na cobrança decisiva.

E o merecido penta estrelado foi conquistado de forma emocionante e deixando grandes clubes do futebol brasileiro pelo caminho. O Cruzeiro eliminou São Paulo, Palmeiras e Grêmio, antes de bater o Flamengo na decisão. Mérito de Mano Menezes e seus comandados, que apesar de ter um estilo de jogo criticado, inclusive na final, e conviver com muita pressão, conquistou a taça e o sonhado penta.

Com mais um título da competição nacional, o Cruzeiro se iguala ao Grêmio como maior campeão do torneio no país. A conquista é a segunda no currículo do técnico Mano Menezes, que já havia ganhado a taça pelo Corinthians, em 2009.

Eleições
O Cruzeiro tem um novo presidente para os próximos 3 anos. Impulsionado pelo título da Copa do Brasil, o candidato da situação, Wagner Pires de Sá, de 76 anos, venceu no último dia 02 de outubro a eleição entre os conselheiros do clube e assumirá no lugar de Gilvan de Pinho Tavares, a partir de janeiro de 2018.

Dos 465 conselheiros aptos a votar, 442 compareceram ao ginásio do Clube no Barro Preto. Com uma margem apertada, o candidato da situação levou 235 votos e superou Sérgio Santos Rodrigues, da oposição comandada pelo ex-presidente Zezé Perrella, que teve 200.

Independente das divergências políticas, a unidade precisa ser uma marca registrada nesta nova gestão. Defendo a união das forças presentes no clube para mantermos o Cruzeiro no topo das conquistas nacionais e internacionais.

*Desembargador do TJMG e bacharel em comunicação social
ws-paiva@hotmail.com