Home > Destaques > Conheça a técnica que pode reprogramar o seu cérebro

Conheça a técnica que pode reprogramar o seu cérebro

Com a atual configuração do mundo moderno, as pessoas estão cada vez mais agitadas com a correria do dia a dia – são muitas informações e atividades regadas a uma rotina puxada e estressante. Segundo dados da última pesquisa da Isma-BR, representante da International Stress Management, 9 a cada 10 brasileiros no mercado de trabalho tem ansiedade – do grau mais leve até o nível de incapacidade.

De acordo com o Ministério da Previdência Social, os transtornos mentais e emocionais são a segunda causa mais frequente para o afastamento do trabalho –, isso sem contar as pessoas que pedem demissão por não conseguir lidar com os problemas no ambiente corporativo. Contudo, existem técnicas e tratamentos que podem auxiliar quem tem esses problemas e, até mesmo, quem quer melhorar o seu desempenho e não adquirir esse transtorno no decorrer da vida, como a Programação Neurolinguística (PNL) que conquistou muitos adeptos no país e no mundo.

Para se ter uma ideia, essa técnica foi desenvolvida nos anos 70 pelo linguista John Grider e pelo psicólogo Richard Blander, nos Estados Unidos. Eles tinham a proposta de que era possível reproduzir o sucesso por meio da imitação do modo de falar, pensar e agir de pessoas bem sucedidas. Os estudiosos afirmavam que tinham descoberto a linguagem de programação mental, na qual era possível ajustar a mente para a obtenção de resultados positivos.

O especialista em PNL e diretor do Instituto Você de Belo Horizonte, Mário Quirino, explica que a técnica é uma ferramenta poderosa de desenvolvimento pessoal que atua por meio do autoconhecimento. “É uma ciência solidificada no Brasil e em todo o mundo. A primeira ferramenta foi a modelagem – na qual se decifrava o padrão de sucesso –, com isso você se torna melhor em vários aspectos desde profissionais quanto pessoais”.

Quirino diz que a PNL promove mudanças gerais. “Hoje, as pessoas estão muito longe do equilíbrio e a falta dessa característica é que está adoecendo o mundo. Por exemplo, as pessoas não conseguem lidar com o celular, com a comida – comem demais ou de menos –, não organizam a vida pessoal e profissional e não tem controle financeiro. Essa técnica pode ajudar a criar estratégias para organizar melhor a vida e reestabelecer o equilíbrio e, principalmente, o emocional”.

Segundo Quirino, a programação é indicada para qualquer pessoa. “Hoje, a maior demanda é de adolescentes até jovens de 80 anos. O nosso treinamento mais procurado é o Treinamento Você que é um final de semana de imersão – que custa em média R$ 2.300 – incluindo hospedagem e material”.

Em prática
A coordenadora de comunicação, Caroline Paiva, conta que já fez dois treinamentos com a metodologia PNL. Para ela, de maneira geral, o método contribuiu com o seu autoconhecimento. “Quando nos conhecemos melhor, trabalhamos os pontos positivos e negativos – trazendo a consciência da evolução nesse sentido”.

Caroline destaca ainda que o curso trouxe bons resultados para a sua carreira. “Hoje, estou na coordenação e percebo que me auxiliou a alinhar as conversas com a equipe, motivar e, até mesmo, como falar com eles – uma gestão mais eficiente, pois posso identificar melhor como lidar com as pessoas”.

O realinhamento do comportamento é parte fundamental do treinamento. “O PNL traz à tona questões que podem estar te prejudicando no dia a dia. Ela fornece estratégias diferentes para conseguir resultados diferentes”, conta a coordenadora.

Dicas do especialista
Se conheça para se posicionar – “Qual o seu papel no mundo?”.
Aumente suas habilidades – “Se reinvente, se atualize, melhore sempre”.
Busque a felicidade e a simplicidade – “Não se esqueça de ser feliz”.

Na internet
Existem diversas palestras e técnicas disponíveis no YouTube sobre o assunto gratuitamente. Contudo, é importante ficar atento sobre a origem do conteúdo – pesquise sobre a pessoa e remetente do vídeo para que você possa realmente absorver um conteúdo de procedência.