Home > Esportes > Campeonato será decidido no clássico entre Galo e Raposa

Campeonato será decidido no clássico entre Galo e Raposa

Times já decidiram 40 campeonatos estaduais - Crédito: Bruno Cantini / Atlético

Finalmente o Campeonato Mineiro chega a sua decisão, após aproximadamente 4 meses de jogos. E, como era de se esperar, a taça ficará com um dos dois grandes times de Belo Horizonte: Atlético ou Cruzeiro.

A final deste ano possui algumas peculiaridades. Depois de 2 anos sem ter os clubes decidindo o campeonato, já que a Raposa foi eliminada na semi para Caldense em 2015 e para o América no ano passado, as equipes se reencontram no último jogo para definir o campeão estadual. Neste ano, por ter feito a melhor campanha na primeira fase, o Galo tem a vantagem do empate em ambas partidas. Além do mais, está será a 11ª final consecutiva do alvinegro, sendo que o time faturou cinco títulos durante este período.

Entretanto, o histórico recente mostra um certo favoritismo para o time Celeste: são sete jogos consecutivos em que o Atlético não consegue vencer o clássico. O último confronto, disputado na 10ª rodada da primeira fase desta competição, o Cruzeiro venceu por 2 a 1, com gols dos meias Arrascaeta e Thiago Neves.

Essa partida também ficou marcada pela expulsão do centroavante Fred, que deu uma cotovelada no zagueiro cruzeirense Manoel. A transferência do camisa 9 para o Atlético foi polêmica, pois antes disso, ele se declarava torcedor da Raposa, tanto que sempre quando marcava um gol contra, o ex-time não comemorava.

Expectativa dos torcedores

O atleticano Renato Costa, 24, acredita que o time do Cruzeiro é o favorito para a decisão, pois tem uma equipe melhor montada do que a alvinegra. “Eu ainda acredito no título. Acho que o Fred e o Rafael Moura vão fazer muita falta, e isso me dá certo medo, mas ainda confio no Robinho e companhia. Nunca podemos esquecer de que clássico é clássico e nunca tem favorito”.

Mesmo com as recentes derrotas da equipe, Costa defende que o técnico Roger Machado está no caminho certo para a montagem da equipe. Ele diz que, mesmo se o título não vier, o treinador deve ser mantido no cargo, afinal o objetivo da equipe é ganhar o Campeonato Brasileiro e não o estadual.

“Acredito que o Roger pegou um time todo bagunçado, desmotivado e tem feito um trabalho diferente, com uma cara nova e não tradicional do que os outros técnicos mais velhos fazem, até porque ele é dessa nova geração. Mas tem torcedor (a maioria) que não aguenta esperar e já quer a cabeça dele. Penso, também, que temos plenas condições de ganhar o Mineiro com este time, mas se a conquista não vier, eu ainda acredito nele e, principalmente, na equipe”.

A cruzeirense Juliana Barbosa, 27, acredita que o Arrascaeta fará a diferença nestes jogos, pois o meia sempre marca gols contra o rival e está confiante de que o seu time levantará a taça do mineiro neste ano. “Acredito que o jogo será disputado porque em clássico sempre há aquela ‘rivalidade’ que reforça a vontade do time vencer. Além disso, o Cruzeiro vem tendo uma sequência de jogos com resultados muito positivos e estão, cada vez, mais entrosados. Isso passa uma confiança maior para os torcedores”.