Home > Política > Nomes mais influentes na Assembleia Legislativa

Nomes mais influentes na Assembleia Legislativa

Adalclever Lopes é um dos nomes populares em Minas

De décadas em décadas, a Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais (ALMG) é dominada por um pequeno grupo de parlamentares que articulam as cenas nos bastidores. Ao longo dos últimos anos, os nomes mais conhecidos por suas habilidades de negociação política e liderança nata, eram o do deputado Antônio Júlio (PMDB) atuante há mais de 30 anos; do ex-deputado Romeu Queiroz (PTB), com seus cinco mandatos na Casa; e do presidente, por três vezes, Agostinho Patrus (o famoso Padrinho) líder governista e presidente por duas legislaturas. Na lista ainda temos, Alberto Pinto Coelho (PP), que ocupou diversos cargos, inclusive, de presidente por 4 anos consecutivos e depois foi eleito vice-governador mineiro. E do atual vice-governador Antônio Andrade (PMDB). Ele embora não tendo sido presidente, fez parte de um segmento forte dentro do legislativo mineiro, tendo comandado a primeira secretaria da Mesa da Assembleia.

Agora, chegou a vez de novos líderes. Um levantamento, realizado junto a pessoas que conhecem bem o dia a dia do Poder Legislativo, indica os principais nomes com capacidade de influenciar os acontecimentos no parlamento estadual. Com isso, o nome do presidente da Casa, Adalclever Lopes (PMDB) surge em primeiro lugar, entre os opinadores. Coadunando com sua atuação como parlamentar que conquistou a confiança de seus pares e se reelegendo para presidente em fevereiro com unanimidade de votos, Lopes é um nome de proa da política mineira.

O denominado segundo poder do Estado, o legislativo estadual tem outras figuras proeminentes, de acordo com reconhecimento das pessoas ouvidas. Esse é o caso de André Quintão (PT), novo líder da bancada governistas, considera importante o diálogo aberto, abrindo espaços junto a todas correntes políticas, inclusive de oposição.

Dois outros nomes considerados de peso são Agostinho Patrus Filho (PV) e Tiago Ulisses (PV).  Na avaliação geral, os aludidos parlamentares estão na linha de frente quando se trata da manutenção do bloco independente, sigla política de forte atuação na direção do apoio ao governo mineiro.

Na lista dos 11 nomes mais citados durante o levantamento, constam ainda:

Durval Ângelo (PT), deputado de várias legislaturas e, atualmente, líder do governo.

Lafayette Andrade (PSD), também tem uma longa folha de serviço prestado em Minas, tanto como deputado e como secretário de Estado.

Bonifácio Mourão (PSDB), tido e havido como um dos nomes mais tradicionais e é um profundo conhecedor de assuntos jurídicos da Casa. Alencar da Silveira Junior (PDT), tem mais de 20 anos de eleições consecutivas.

Dilzon Melo (PTB), tem mais de 25 anos como deputado, primeiro ex-secretário da Assembleia, ex-secretário de Estado.

Hely Tarquinio (PV), o mais antigo dos parlamentares em atividade em Minas Gerais.

Arlen Santiago (PTB), tem mais de 20 anos de experiência e, atualmente, é membro da Mesa Diretora.

Gustavo Corrêa (DEM), líder do bloco de posição.

Sávio Souza Cruz (PMDB) está licenciado do mandato e venha ser o atual secretário de Estado de Saúde, mas foi considerado, segundo a sondagem, como um nome público de muita influência interna.

Rogério Correia (PT), eleito recentemente primeiro secretário e com uma extensa folha de vida parlamentar.

Dalmo Ribeiro (PSDB), também veterano ocupante de mandatos na Casa do Povo de Minas.