Home > Aulas > Centro de Controle e Monitoramento é a nova novidade em Juiz de Fora

Centro de Controle e Monitoramento é a nova novidade em Juiz de Fora

O Centro de Controle e Monitoramento (CCM) da Secretaria de Transporte e Trânsito da Prefeitura de Juiz de Fora (PJF) ganhou um reforço com servidores dos departamentos de Guarda Municipal (GM), da Secretaria de Segurança Urbana e Cidadania (Sesuc), e de fiscalização, da Secretaria de Atividades Urbanas (SAU). O anúncio foi feito pelo prefeito Bruno Siqueira através de sua página em uma rede social.

O CCM é responsável pela supervisão, pelo monitoramento e pela operação do funcionamento do trânsito na cidade. Recebe e disponibiliza informações em tempo real sobre as condições das vias, dos serviços e intervenções realizadas, estando apto, também, a intervir através de sistemas e equipamentos de comunicação de dados e voz.

Bruno destacou que será mais um investimento nas ações de segurança urbana e na fiscalização de Juiz de Fora. Os trabalhos serão auxiliados pelas câmeras da PJF. “Estamos melhorando os nossos trabalhos. Além dos agentes que fazem o monitoramento do trânsito, temos também os fiscais de postura da SAU e guardas municipais para darmos mais segurança à população. Vamos aumentar o número de câmeras para ampliar este trabalho”, enfatizou.

A partir das imagens capturadas pelas câmeras de controle de trânsito, a GM amplia seu trabalho em prevenção e segurança. O guarda do posto observa situações específicas, relacionadas à segurança, e repassa informações claras e detalhadas às equipes em tempo real. Dessa forma, o trabalho da GM passa a contar com o apoio de 12 câmeras, oferecendo maior raio de visão do Centro da cidade e otimizando o empenho das equipes operacionais. Por exemplo, uma movimentação suspeita em um determinado local é analisada, incluindo recursos de zoom em imagem, a ponto de, se confirmada a ação irregular, uma equipe ser destinada para abordagem e procedimentos cabíveis.

Já a presença do fiscal é mais uma forma de utilizar a tecnologia para ampliar o alcance da fiscalização. Nesse primeiro momento está sendo feito um diagnóstico sobre as situações que serão constatadas nas câmeras e quais atividades ou irregularidades poderão ser verificadas, para melhorar ainda mais a atuação da SAU.