Home > Destaques > Netflix promove segunda temporada de “Narcos” na capital mineira

Netflix promove segunda temporada de “Narcos” na capital mineira

Os convidados puderam assistir com exclusividade ao primeiro episódio

O início de setembro começou com boas novas para os belo-horizontinos. A Netflix escolheu a capital mineira para realizar o megaevento de divulgação da segunda temporada de “Narcos”.

Convidados seletos se reuniram ontem à noite para assistir à pré-estreia do primeiro episódio e a gente já adianta para os fãs uma coisa: se preparem, pois se considerarmos essa primeira impressão, o seriado vai prender os espectadores do início ao fim!

A série que é uma produção original da Netflix fez muito sucesso na primeira temporada e traz o maior spoiler de todos os tempos: a morte de Pablo Escobar. Como essa história é baseada em fatos reais, é bom relembrar que Pablo morre em 1993. Então, neste exato momento da trama, ficção e realidade se misturam.

Embora “Narcos” não seja uma série sobre Pablo Escobar, mas sim a respeito do narcotráfico, essa é uma notícia que surpreende a todos. Mesmo porque ninguém poderia imaginar que o fim do maior nome dentro da trama já seria nesta segunda temporada que promete ser eletrizante. Obviamente que muito dessa surpresa se deve ao talento de Wagner Moura, que mais uma vez faz um trabalho impecável como Pablo Escobar.

Gerente de Comunicação da Netflix, Amanda Vidigal: “O grande mistério é quem matou Pablo” (Foto: Francisco Dumont)

A gerente de Comunicação da Netflix, Amanda Vidigal, comenta que o bacana dessa temporada é a caçada a Escobar. “Todo o cerco que a polícia faz para conseguir prendê-lo e a morte dele. Está incrível. Wagner Moura brilhante como sempre e eu acredito que independente das pessoas saberem que ele morre, isso não tira o brilho. Na verdade dá mais ânsia de assistir e ver como tudo acontece. O grande mistério de agora é quem matou Pablo”.

Ela ainda revela que cerca de 90% da temporada foi gravada fora de estúdio. “Isso traz toda uma complexidade para filmar. Estive no set na Colômbia e contamos com um grande apoio do governo local que fechou ruas etc. Tem uma cena de perseguição policial e é algo tão grandioso, com vários carros e centenas de personagens”, revela.

Amanda acrescenta ainda que a caracterização que a série fez também é bastante interessante. “Pablo era adorado no país, ele tinha meio que essa faceta de Robin Wood, vários muros eram pintados com a cara dele, as pessoas eram apaixonadas. Nós fizemos toda a recreação desse cenário. O Padilha tem um cuidado muito grande de trazer uma realidade para as cenas. Nós poderíamos ter gravado a série em qualquer lugar, mas ele fez questão que fosse na Colômbia”.

Não precisa ficar ansioso. A Netflix já liberou os 10 episódios de “Narcos” para serem vistos em seu website. E pra quem acha que ela acaba com à morte de Pablo, descobrirmos que ainda  tem muita história e que  pode rolar a terceira temporada tendo como foco quem vai ser o novo chefão do tráfico.